Cidadeverde.com
Destaques da TV/Rádio

Cidade Viva: Música ajuda na recuperação de vítimas de traumas

Imprimir
  • tocando_8.jpg Marcelo Lopes
  • tocando_7.jpg Marcelo Lopes
  • tocando_6.jpg Marcelo Lopes
  • tocando_5.jpg Marcelo Lopes
  • tocando_4.jpg Marcelo Lopes
  • tocando_3.jpg Marcelo Lopes
  • tocando_2.jpg Marcelo Lopes
  • tocando_1.jpg Marcelo Lopes

Nesta terça(30), o Cidade Viva recebeu convidados especiais, pessoas que encontraram na música um instrumento para superar traumas. São vítimas de acidentes, AVC e doenças degenerativas, que fazem parte do grupo “Tocando em frente”, mantido pelo Centro Integrado de Reabilitação(Ceir) e coordenado pela musicoterapêuta Nídia Monteiro.

O grupo nasceu em 2011 articulado pelo músico Assis, que ficou paralítico ao cair de uma árvore. Atualmente, está na quarta formação e conta com 12 integrantes, incluindo os voluntários Naylo Neto e Gilson Fernandes.

O repertório é diversificado, devido à variação de idade dos componentes, e experimenta de tudo um pouco. Recentemente, gravaram um cd com sete faixas, que inclui pop rock e músicas regionais.

Mesmo com a gravação do álbum, Nídia Monteiro ressaltou que o objetivo principal do grupo é terapêutico e, segundo ela, o trabalho com a música contribui para a socialização, inclusão e superação dos pacientes.

A jovem Dayara Soares é um exemplo disso.  Em 2012 ela sofreu um grave acidente de moto, que a deixou em coma por 20 dias. Nesse período, Dayara não falava nem caminhava e perdeu toda a memória.

A jovem, que está há dois anos no grupo, disse que a musicoterapia a ajudou em tudo, principalmente, na comunicação. No Tocando em frente, Dayara toca percussão e canta.

Confira a apresentação do grupo Tocando em frente no Cidade Viva!  

Marcelo Lopes

[email protected]

Imprimir