Cidadeverde.com
Geral

Para "garotas propaganda", polêmica do outdoor foi positiva

Imprimir
Duas das garotas propaganda da Parada da Diversidade marcaram presença no evento na tarde desta sexta-feira (29), pelas ruas do Centro de Teresina. A presidente da Fundação Cultural do Piauí, Sônia Terra, e a deputada estadual Flora Isabel (PT) demonstraram pessoalmente seu apoio às causas da classe GLBTTT - Gays, lésbicas, bissexuais, travestis, transgêneros e transexuais. Elas comentaram suas presenças no outdoor da campanha, e disseram que a polêmica ajudou no debate sobre o assunto.
 
"Essa é uma grande festa para conscientizar a população de que o papel dela com o Estado é contribuir para que a diversidade seja incluída na sociedade. Basta de preconceito, vamos incluir", disse Sônia Terra, que disse que a polêmica em relação ao outdoor com a frase "Eu sou defensor da diversidade", com o termo "Eu Sou" em destaque, levantou várias opiniões que podem fazer as pessoas mudarem de lado. A presidente da Fundac acrescentou que é preciso ampliar essa discussão, e que a Parada é reflexo do trabalho do movimento no cotidiano.
 



Flora Isabel subiu no trio e disse que toda a Semana da Diversidade foi positiva. Ela lembrou a audiência realizada na Assembléia Legislativa e disse que o apoio político viabilizou várias atividades para sensibilizar a comunidade. A deputada disse que o movimento já tem duas vitórias, e a polêmica dos outdoors deu mais visibilidade ao tema. A petista adiantou que está em tramitação um projeto que vai possibilitar que o travesti se apresente publicamente em hospitais e outros locais com seu perfil feminino.
 



Marinalva Santana, do Grupo Matizes, levantou outro ponto sobre a polêmica dos outdoors, que também teve o deputado estadual Fábio Novo como personagem. "A polêmica mostra o quanto a população de Teresina é preconceituosa", alfinetou.

Melyssa Costa (flash da Parada da Diversidade)
Fábio Lima (da Redação)
redacao@cidadeverde.com
Tags:
Imprimir