Cidadeverde.com
Geral

Quem Quem quer criar título de capitalização e reduzir cargos comissionados

Imprimir

O candidato do PTN à prefeitura de Teresina, Quem Quem, encerrou a série de entrevistas do Jornal do Piauí com os nomes que disputam o Palácio da Cidade prometendo aumento de salário para servidores. Os beneficiados seriam os que prestam serviços através de empresas terceirizadas. Já os comissionados devem ser retirados da administração municipal "ao máximo", segundo Quem Quem. A medida é parar gerar economia.

"Vamos diminuir ao máximo os cargos comissionados, já é uma economia. Vamos revisar os contratos com as empresas de terceirizados, já que o repasse feito não condiz com o salário que o terceirizado recebe. Vamos aumentar o salário dos terceirizados", afirmou.

Com o corte de comissionados, por exemplo, Quem Quem afirma que sobraria recursos para investimentos e custeio de despesas, como bancar a empresa pública de transporte público que ele pretende criar, caso seja eleito.

"Nós vamos a partir de janeiro criar a empresa pública de transporte intitulada de Teresina Bus. O cidadão tem direito de ter um transporte eficiente e de qualidade. Uma empresa de ônibus com ar condicionado, internet e tarifa social para os estudantes carentes da rede pública. Nossas empresas vão gerar renda sem onerar o contribuinte. A empresa de energia renovável vai gerar renda. O nosso título de capitalização nos moldes da Tele Sena vai gerar renda, através do Banco Popular", declarou.

O candidato promete também atenção especial ao idosos e tem projetos para criar uma secretaria exclusiva. "A nossa secretaria do Idoso é robusta, coesa e vai direto na qualidade de vida do cidadão. Temos que fazer com que o idoso tenha um transporte eficiente. Dar um tratamento digno ao pessoal da terceira idade. Quem tem condição de ser aproveitado no mercado de trabalho, mesmo já aposentado, vamos colocar em nossas escolas técnicas profissionalizantes. Cursos de inglês para movimentar a mente. Nosso projeto é simples e eficaz. Fazer coisas simples e que funcionem", afirmou.

Notificação Sony

A irreverência da campanha de Quem Quem mexeu com a Sony Music. O motivo foi a paródia da música O Portão, de Roberto Carlos. A notificação do Tribunal Regional Eleitoral do Piauí (TRE-PI) para que o candidato disponibilize uma cópia da propaganda para a empresa analisar foi entregue nesta segunda-feira.

"Recebemos a intimação ontem do TRE. A Sony pediu o vídeo do Roberto Quem Carlos para anexar ao processo civil que pretende entrar contra a nossa pessoa. Nós fizemos foi usar uma paródia e enaltecer o nome do Roberto Carlos. Vamos aguardar e orar para que Jesus coloque a mão na cabeça do Roberto Carlos e que ele entenda que fizemos foi enaltecer o seu nome e fazer que o teresinense cantasse mais suas músicas", relatou, afirmando que a campanha está em seu momento crucial.

"É o momento crucial da eleição. É a hora que o eleitor vai decidir. Nosso tempo de TV é pequeno, mas temos muita criatividade. Temos bastante conteúdo e uma propaganda bem humorada. O povo está vestindo a nossa camisa", concluiu.

Hérlon Moraes
herlonmoraes@cidadeverde.com

Imprimir