Cidadeverde.com
Política

Divisão territorial une forças e revoluciona o Piauí, diz secretário

Imprimir


Secretário de planejamento, Antônio Neto. Foto: Wilson Filho/Cidadeverde.com

Descentralização de crescimento, participação popular e otimização de políticas públicas. Esses são os principais ganhos com a divisão do Piauí em territórios de desenvolvimento, segundo o secretário estadual de planejamento, Antônio Neto. Ele diz que o desenvolvimento das potencialidades está revolucionando o estado deixará o legado de um Piauí melhor para o futuro. 

"Antes o piauiense só tinha a opção de deixar sua terra, agora ele acredita nele mesmo. Com a união de poderes, das universidades e o apoio do governo, vemos que o piauiense sabe que pode fazer mais", disse ele. 

Ele destaca a participação popular e dos conselheiros em cada território, além da enorme contribuição das pesquisas desenvolvidas nas Universidades Estadual (Uespi) e Federal (Ufpi) do Piaui. 

"Há na natureza potencialidades que não são trabalhadas de forma tecnológica, então isso já propiciou melhorar a capacidade de produção. Nós deixamos de importar tanto. Por exemplo, tínhamos uma bacia leiteira baixa, que já estamos revitalizando. O investimento nas tecnologias rapidamente nos dão resultados", diz.

Características próprias

Hoje, o estado está dividido em 12 territórios, de Norte a Sul, sendo eles: Planície Litorânea, Cocais, Carnaubais, Entre Rios, Vale dos Rios (Piauí e Itaueiras), Carnaubais, Vale do Sambito, Vale do Rio Guaribas, Tabuleiros do Alto Parnaíba, Chapada Vale do Rio Itaim, Vale do Canindé, Serra da Capivara e Chapada das Mangabeiras. 

O secretário destacou que o principal ganho da divisão territorial foi o desenvolvimento de acordo com as potencialidades de cada local, não apenas por municípios, mas por grandes regiões de crescimento. 

"Há sempre uma especificidade. O Território dos Cocais cresceu no aspceto da comunidade e da educação com a escola agrícola. O 12º, do Vale do Itaim, já nasce com outra configuração, das energias renováveis, eólica e solar, que tem um ganho mais rápido e um impacto econômico imediato. Já a Serra da Capivara tem o turismo", detalha o secretário.

Psicultura

Quem destaca uma das grandes vantagens da divisão territorial é o consultor do Sebrae, Patrócolo Silveira. Ele fala sobre o impacto da criação de peixes no território dos Cocais. Lá, a escola agrícola profissionalizou a o trabalho no campo. 

"Lá são 22 municípios e em 17 há a criação de peixes. Desses, cinco possuem um desenvolvimento expressivo dessa cultura, que são Barras, Esperantina, Madeiro, Batalha e Piracuruca. Ao todo, são 67 hectatares destinados aos peixes", diz ele. 

Ele destaca que os motoqueiros são os responsáveis pela distribuição da produção. O quilo do peixe é comprado a R$ 7,50 e vendido por até R$ 10 fora do território. Cada um costuma transportar 50 quilos. 

Como bom consultor, ele dá a dica: "Hoje, a maior produção é de tambaqui, mas a tilápia já está tomando conta e acredito que nos próximos anos ela vai dominar, como o frango branco dominou a criação de aves". 

Legado

O secretário diz que, não apenas economicamente, mas também culturalmente, a expectativá é de que a população e os gestores despertem para a união de forças por um único objetivo: o crescimento e a realização de sonhos no Piauí. 

"Cada território tem um desafio, mas sinto que já há um despertar da sociedade para a participação no crescimento. Se conseguirmos sedimentar ao longo dos anos, nos territórios, a integração de políticas públicas, teremos um grande impacto no crescimento do estado, com participação popular, das prefeituras e de todos os poderes", declara.

 


Maria Romero
[email protected]

  • vivapiaui2_album.jpg Wilson Filho
  • vivapiaui17.jpg Wilson Filho
  • vivapiaui16.jpg Wilson Filho
  • vivapiaui15.jpg Wilson Filho
  • vivapiaui14.jpg Wilson Filho
  • vivapiaui13.jpg Wilson Filho
  • vivapiaui12.jpg Wilson Filho
  • vivapiaui11.jpg Wilson Filho
  • vivapiaui10.jpg Wilson Filho
  • vivapiaui9.jpg Wilson Filho
  • vivapiaui8.jpg Wilson Filho
  • vivapiaui7.jpg Wilson Filho
  • vivapiaui6.jpg Wilson Filho
  • vivapiaui5.jpg Wilson Filho
  • vivapiaui4.jpg Wilson Filho
  • vivapiaui3.jpg Wilson Filho
Imprimir