Cidadeverde.com
Geral

FMS lança Campanha de Hanseníase e examinará 85 mil estudantes

Imprimir

A Unidade Escolar Firmina Sobreira, na zona Norte de Teresina, será palco do lançamento da Campanha Nacional de Hanseníase e Verminoses às 7h de amanhã (10). A Fundação Municipal de Saúde (FMS) realiza a campanha há quatro anos e a previsão para 2016 é examinar 85 mil estudantes. Ao todo, 375 casos de hanseníase foram diagnosticados em teresinenses no ano de 2015, sendo que, desse total, 26 foram em menores de 15 anos. 

A campanha tem ações voltadas para alunos de 5 a 14 anos e tem como objetivo diminuir a carga de geo helmintos (também conhecidos como verminoses) em escolas de Ensino Fundamental, por meio da administração do medicamento albendazol 400mg, bem como identificar casos suspeitos de hanseníase por meio do “método do espelho".

A solenidade de abertura da Campanha Nacional de Hanseníase e Verminoses vai contar com a participação da banda do 25º Batalhão de Caçadores e do Coral da Unidade Escolar Firmina Sobreira. 

A Campanha de Hanseníase e Verminoses segue até dezembro em 392 escolas públicas de Ensino Fundamental de Teresina. Pessoas com hanseníase param de transmitir a doença imediatamente depois que iniciam o tratamento, que é gratuito e realizado em qualquer Unidade Básica de Saúde.

“Quanto antes houver o diagnóstico, mais rápida e fácil também pode ser a cura da doença. Todas as pessoas que convivem ou conviveram com quem recebeu o diagnóstico de hanseníase devem ser examinadas nos serviços de saúde”, alerta Kélsen Eulálio Alencar, médico coordenador de Hanseníase da FMS.

Os principais sintomas que indicam hanseníase são: manchas esbranquiçadas ou avermelhadas; manchas dormentes (com diminuição da sensibilidade); dormência nos pés, caroços avermelhados ou castanhos. A hanseníase é uma doença que atinge principalmente a pele e os nervos, podendo afetar a face, os braços, as pernas, as mãos e os pés. Se não for tratada, ela pode causar incapacidades ou deformidades nas mãos, nos pés, no nariz, nas orelhas ou nos olhos. A doença pode atingir homens, mulheres, adultos e crianças e é transmitida de uma pessoa para outra por meio de contato próximo e prolongado.

Além da busca ativa de possíveis casos de hanseníase as equipes de saúde farão também a campanha de verminoses nas escolas, que pretende reduzir a carga das verminoses, que causam anemia, dor abdominal e diarreia, com o uso de vermífugo preventivo. Esses parasitas podem prejudicar o desenvolvimento e o rendimento escolar da criança.

[email protected]

Imprimir