Cidadeverde.com
Últimas

DJ Primo morre, aos 28 anos, em São Paulo

Imprimir

Luciano_Piva/Divulgação

DJ Primo participava do programa
"Manos e Minas, da TV Cultura,
e tocava na noite de SP
 
Alexandre Muzzillo Lopes, o DJ Primo, 28, morreu às 5h desta segunda-feira, no Hospital das Clínicas, em São Paulo. Segundo informações iniciais, a causa da morte foi pneumonia.

De acordo com a assessoria de imprensa da TV Cultura, onde o DJ participava do programa "Manos & Minas", apresentado pelo cantor Rappin Hood, Primo fez shows no final de semana e passou mal na madrugada, quando foi levado para o Hospital das Clínicas.

Para o cantor, o hip hop brasileiro perdeu um de seus principais DJ's. "Ele aliava a técnica ao estilo pessoal, além de ser muito querido e de ter conquistado todos os DJ's da velha guarda. Era um dos poucos com nível para competir internacionalmente e representar o Brasil", disse.

O artista paranaense iniciou oficialmente a carreira em 1996. Primo tocou pela primeira vez em São Paulo em 1999, e mudou para a capital paulista em 2002. Tocou junto com Afrika Bambaataa e nomes do circuito do rap alternativo como Hieroglyphics, Aesop Rock e Rob Sonik.

O DJ produziu Marcelo D2, MC Cindy, Helião e Negra Li. Primo tocava em diversas casas noturnas de São Paulo.

Ele morava há cinco anos com a atriz Patrícia de Jesus, a Perpétua da novela "Os Mutantes", da Record. Ela estava no Rio participando das gravações quando soube o que aconteceu. A Record a liberou das gravações esta semana. Abalada, ela não pensa em desistir da carreira. "Pretendo voltar a trabalhar, porque ele sempre me deu força e tinha orgulho do que eu faço".

A atriz conta que a família recebeu mensagens de carinhos de fãs do Brasil e exterior, como Argentina e Califórnia (EUA).

O enterro deve ser realizado em Curitiba.
 
 
 
Fonte: Folha Online
Tags:
Imprimir