Cidadeverde.com
Últimas

Alunos que protestam na Uespi são agredidos no Pirajá

Imprimir

Cerca de 80 estudantes dos cursos de Enfermagem e Odontologia da Universidade Estadual do Piauí, campus Parnaíba (a 340 km de Teresina), estão acampados em frente ao Palácio Pirajá, sede da reitoria da Uespi em Teresina, para protestar contra a falta de estrutura dos cursos no litoral piauiense. Um homem, não identificado, agrediu um dos integrantes da comitiva.

Os alunos estão desde o início da manhã e ficarão acampados até a reitora, Valéria Madeiro, recebê-los, segundo Wellington Carvalho, estudante de Odontologia, 5º período e membro do Centro Acadêmico do curso. ?Nosso curso de Odontologia foi considerado o pior curso do Brasil, porque não tem livros, bibliotecas, professores e a clínica não estão funcionando porque não tem material e nem estrutura?, explicou o universitário.

Agressão

O estudante denuncia que um homem não identificado agrediu um dos acadêmicos, que estão acampados, e derrubou o portão da universidade. ?Ninguém entendeu o que ele fez, isso foi à poucos instantes, estamos vendo o que fazer ainda?, destacou Wellington Carvalho.

Reitoria

Ainda segundo o acadêmico, a resposta da reitoria foi de que só poderá receber a comissão na próxima sexta. ?Nós trouxemos roupas, colchonetes, lençóis para ficarmos o tempo que for necessário. Só sairemos depois que ela [Valéria Madeira] nos ouvir?, afirmou Wellington.


Caroline Oliveira
[email protected]

Tags:
Imprimir