Cidadeverde.com
Geral

Firmino Filho teme "fenômeno Rodrigo Ferraz" e nega atentado

Imprimir
O ex-prefeito Firmino Filho, candidato a vereador pelo PSDB no pleito de 2008, negou que teria sido ferido durante a campanha eleitoral na manhã desta segunda-feira (15). Surgiram rumores em Teresina de que ele teria sido vítima de um atentado a bala. Ele declarou ao Cidadeverde.com que está trabalhando muito para evitar que se repita com ele o fenômeno de Rodrigo Ferraz, candidato tido como eleito em 2000 e que acabou na suplência.



Firmino disse que tem priorizado reuniões e caminhadas, aumentando o contato com os candidatos. Apontado como favorito nas pesquisas, o ex-prefeito usa a estratégia para que não ocorra com ele o mesmo quem duas eleições atrás. Eleito vereador mais votado de Teresina em 1996, Rodrigo Ferraz, então no PSDB, tinha a renovação de seu mandato dada como certa na eleição seguinte, e acabou sendo um dos maiores fiascos eleitorais da história política do Piauí.

O ex-prefeito disse que pretende evitar o clima de já ganhou e garantir que esse favoritismo seja realmente confirmado, evitando que pessoas votem em outros candidatos por pensar que Firmino já está eleito. Por isso, são quatro reuniões e duas caminhadas todos os dias. "A diferença de ser candidato a prefeito e a vereador é que o voto é pessoal. Por isso o corpo a corpo é mais forte", declarou.

O tucano ainda falou sobre as pesquisas, e considerou as mesmas pouco significativas. Ele alega que a margem de erro é muito grande, e por isso os números não podem ser tão levados em conta.

Yala Sena e Fábio Lima
[email protected]
Imprimir