Cidadeverde.com
Esporte

Ronaldo presta depoimento e é ameaçado por travesti

Imprimir
Ainda sem clube, Ronaldo foi chamado para prestar depoimento nesta sexta-feira, na 23ª Vara Criminal do Rio de Janeiro. O jogador deu maiores esclarecimentos sobre o escândalo em que se envolveu com três travestis, entre eles André Luiz Ribeiro Albertini, mais conhecido como Andréia Albertini.



O jogador prestou depoimentos a portas fechadas. A juíza Marta Oliveira Cianni Marins é a responsável pela condução do caso. O atacante não falou com os jornalistas.

O travesti André Albertini, denunciado pelo Ministério Público do Rio de Janeiro por crime de extorsão, também prestou depoimento e, ao deixar o local, fez ameaças ao craque. "Se eu for condenada ou sofrer um arranhão, tenho duas cópias do vídeo e posso divulgá-las", disse.

A confusão envolvendo Ronaldo e mais três travestis aconteceu na madrugada do dia 28 de abril, em um motel na Barra da Tijuca, Zona Oeste da cidade do Rio de Janeiro.

Na ocasião, André acusou Ronaldo de ter se recusado a pagar o programa e de tê-lo ameaçado de agressão. Em contrapartida, o jogador alegou que não sabia que se tratavam de travestis quando levou os três a um motel. Além disso, negou que tenha feito uso de drogas. O atacante disse ainda que Andréia exigiu R$ 50 mil dele para não tornar o caso público.

Tags:
Imprimir