Cidadeverde.com
Geral

Dinheiro de 200 idosos do Piauí foi sacado na Bahia e vítimas serão ressarcidas, diz delegada

Imprimir

Subiu para 200 o número de idosos no Piauí que foram vítimas do golpe que zerou suas aposentadorias do mês de junho . Na última sexta-feira (2) mais de 90 aposentados registraram boletim de ocorrência com a mesma queixa: foram tirar o dinheiro da aposentadoria e a conta estava zerada.  A cena foi desalentadora para os idosos, já que a maioria dos benefícios é no valor de R$ 937 (salário mínimo).

De acordo com a delegada do Idoso, Daniela Barros, a Polícia Civil avançou muito nas investigações e já conseguiu descobrir que o dinheiro foi sacado na Bahia.  "De fato os criminosos atuam lá. Podem até ser de outro Estado e resolveram efetuar o saque lá, mas eles coletaram as informações aqui, levaram pra lá e entre 5h30 e 6h eles realizaram os saques de uma forma integrada, ou seja, não é uma ação de um só indivíduo. Imagino que se trata de um grupo mais organizado. Ainda não temos esse número, porquê são necessárias mais diligências para que a gente possa nesse momento identificar os responsáveis.", declarou a delegada.

A delegada afirma ainda que acredita que o grupo utilizou o equipamento conhecido como "Chupa-cabra" para captar os dfados dos idosos e realizar os saques em seu nome.  "Nós verificamos  um número atípico de casos. Na primeira semana nós já tínhamos 90 casos, hoje nós já chegamos a 200 casos contabilizados e então quando comecei a verificar pela narrativa das vítimas, concluímos que se tratava da atuação de um grupo que utilizava um equipamento que capta os dados da pessoa, denominado chupa-cabra", esclareceu.

O caso é semelhante a um golpe aplicado também contra idosos em 2015, quando 80 pessoas tiveram o benefício retirado da sua conta após terem os dados captados pelo mesmo equipamento. Ele é instalado nos caixas-eletrônicos do local onde o golpe é aplicado. A delegada acrescenta que os idosos costumam ser alvo desse tipod e golpes, pois na maioria das vezes, o cartão é usado apenas para retirada do benefício. "De fato o cartão bancário utilizado apenas para o saque do benefício é um alvo maior dessas quadrilhas porquê eles tem poucos filtros de seguranç,a por isso eles são mais cobiçados para esse tipo de ação", completou.

Daniela Barros garantiu ainda aos idosos que a instituição financeira é a total responsável pelo prejuízo provocado as vítimas e que a Delegacia do Idoso já tomou as medidas adequadas para garantir um rápido ressarcimento a quem teve a conta esvaziada. A investigação segue agora com diligências dentro e fora do Piauí para identificar a quadrilha.

"Nesse momento temos que ser rápidos. Vamos solicitar o apoio de outras polícias em outros Estados nas diligências que precisam ser feitas. Claro que entendemos que todo esse contato que vou ter com os idosos é num estado de desespero. Você tem que comer, tem que se alimentar tem que comprar remédio então há uma sensação de desespero", finalizou.

Rayldo Pereira
[email protected]

Imprimir