Cidadeverde.com
Política

Presidente do PSC defende candidatura de partidos pequenos ao governo

Imprimir

Foto: Hérlon Moraes

O presidente estadual do PSC, Tiago Vasconcelos, defendeu nesta quinta-feira (27) que o grupo de partidos formado pelo PSL, PEN, PSDC e PV, além do próprio PSC, lance candidatura própria ao governo do estado em 2018. Segundo ele, o ideal é que o nome fosse definido ainda no segundo semestre deste ano.

“O momento é de dar opções ao Estado. Quanto mais opções, mais a população tem condição de observar a característica de cada um. Será que isso vai vingar? O ano de se notar isso é em 2018. Se agente apresenta agora, já a partir do 2º semestre, chegou em 2018 e não houve o crescimento de uma candidatura própria, vamos para uma discussão interna”, disse o presidente em entrevista ao Jornal do Piauí.

De acordo com o Vasconcelos, os partidos já estão se reunindo para tratar do assunto. O PSC também está de olho na Assembleia Legislativa do Piauí (Alepi) e na Câmara Federal e já faz previsões. 

“Para 2018 o PSC tem bandeiras claras: a defesa da família, contra o aborto e a liberação das drogas. O objetivo é levar o PSC a eleger dois deputados estaduais e um deputado federal”, declarou.

Nesta sexta-feira, o partido realiza um encontro regional na Câmara de Vereadores, onde anuncia novos filiados. O presidente nacional da sigla, pastor Everaldo, é aguardado no evento.

“Vamos fazer um momento de novas adesões. Para prestigiar esse evento e mostrar um novo momento do PSC vem uma caravana grande. O PSC hoje está em 60 municípios. Em 2016 elegemos 20 vereadores e dois vice-prefeitos”, finalizou.

Hérlon Moraes
[email protected]

Imprimir