Cidadeverde.com
Entretenimento

Bailarina Déborah Radassi estreia espetáculo de dança 'A Rosa'

Imprimir
  • 20806816_1487506951306794_1118037069_o.jpg TVM Filmes
  • IMG_2887.jpg TVM Filmes
  • IMG_2889po.jpg TVM Filmes
  • IMG_2909.jpg TVM Filmes
  • 20771823_1487532307970925_105968215_o.jpg TVM Filmes

A bailarina e professora de dança Déborah Radassi vai estrear um espetáculo de dança chamado “A Rosa”, nos dias 19 e 20 no Clube dos Diários e Espaço Balde e no dia 26 com uma apresentação em Parnaíba. A direção é de Samuel Alvis. 

Déborah Radassi é bailarina há 16 anos e usa sua experiência artística no espetáculo. “A dança foi criada pela força de uma mulher que se movimenta artisticamente baseada em suas experiências, referente a insistência de fazer coisas que exista uma limitação. O que movimenta quando se está limitado? O sentimento, o pensamento, a pulsação e a energia vai além do que o corpo mostra ser capaz”, explica.

Em cena ela revive suas frustrações, pois no auge de sua carreira profissional como bailarina, três hérnias de disco surgiram na sua coluna, ao mesmo tempo em que um amor da sua família entra numa crise de depressão gravíssima, e ainda, acabara de ser vítima da violência que assola o país. Tudo isso é contado através das reações que tivera na qual estão vivíssimas no seu corpo e memória.

“A rosa surgiu como intervenção urbana através de vídeo dança em uma das pontes mais trafegadas de Teresina - a ponte Juscelino Kubitschek foi o local que escolhi para tentar equilibrar suas inquietações. Caminhando num espaço bastante limitado, entre a passarela de pedestres e a pista de carros, pude buscar a coragem que tanto me faltava”, conta a artista. 

Segundo ela, A Rosa sai das ruas e instala-se em espaços alternativos, com limites para ela e sem limites para o espectador. Em cena será possível ver o amor, a dor e a felicidade brigando por um espaço se quer.

Déborah Radassi realiza um trabalho peculiar de investigação. Sua forma de movimentação atiça as possibilidades de criação sobre a singularidade de um segmento corporal forte e brusco. “A pesquisa desse trabalho submete a interferência de fatos externos que se estabiliza no corpo e reverbera internamente. Os sentimentos dançam dentro da gente e outra Rosa te possibilitará ver”, afirma.    

FICHA TÉCNICA:
Concepção e Perfomance: Déborah Radassi
Direção: Samuel Alvis
Produção: Déborah Radassi
Confecção Figurino: Adriano Abreu
Sonoplastia: Samuel Alvis
Iluminação: Pablo Gomes
Fotografia: TVM Filmes


Da Redação
[email protected]

Imprimir