Cidadeverde.com
Economia

Bovespa bate máxima histórica durante o pregão, com alívio em cena política

Imprimir

O Ibovespa, principal índice da bolsa paulista, a B3, superou a máxima histórica nesta segunda-feira (11), batendo o patamar de 74 mil pontos e, assim, superando o maior valor intradia, ou seja, no decorrer do pregão, que era até então de 73.920 pontos, registrados em 29 de maio de 2008, segundo a consultoria Economatica.

A cotação supera ainda o maior patamar de fechamento do Ibovespa, que foi em 20 maio de 2008, quando atingiu 73.516 pontos.

Às 11h26, o Ibovespa subia 1,34%, a 74.058 pontos. 

No dia 6 de setembro, o Ibovespa já havia encostado na máxima histórica de fechamento, quando terminou o pregão em alta de 1,75%, a 73.412 pontos.
O índice sobe amparado no cenário político mais ameno diante da perspectiva de enfraquecimento de nova denúncia contra o presidente Michel Temer, especialmente após a prisão de Joesley Batista, dono da JBS, segundo a Reuters. Assim, o governo estaria melhor posicionado para avançar com a sua agenda de reformas no Congresso.

Entre os destaques de alta estavam a Vale, CSN, Usiminas e a Gerdau. As ações da JBS também avançavam, em meio à prisão de Batista e do executivo da empresa Ricardo Saud.

Último pregão
Na sexta-feira (8), o principal índice da bolsa paulista fechou em baixa, em movimento de ajuste após se aproximar da máxima histórica amparado no alívio com o cenário político. Apesar da queda na sessão, o Ibovespa emplacou a sétima semana seguida de alta.

O Ibovespa fechou em queda de 0,45%, a 73.078 pontos, encerrando a semana com alta acumulada de 1,6%.

Fonte: G1

Imprimir