Cidadeverde.com
Política

Trump comete gafe e "inventa" país africano

Imprimir

Em um encontro com líderes africanos em Nova York, o presidente americano, Donald Trump, fez um discurso e elogiou o sistema de saúde de um país africano que não existe: "Nâmbia". No momento, não se sabia a qual país o presidente se referia — Namíbia, Zâmbia ou Gâmbia —, já que ele em sua fala ressaltou as conquistas de várias nações e repetiu o nome "Nâmbia" duas vezes.

"O sistema de saúde de Nâmbia é cada vez mais autossuficiente", disse Trump na quarta-feira.

As redes sociais não perderam tempo e começaram a tentar entender a fala do presidente. A Casa Branca depois esclareceu que Trump se referia à Namíbia. O presidente do país, Hage Geingob, estava presidente quando Trump cometeu a gafe, mas ainda não comentou.

Não é a primeira vez que Trump comete gafes ao confundir nomes de países. Depois de ter chocado o mundo com um ataque aéreo contra uma base militar síria, Trump errou feio em entrevista à imprensa americana. Confundiu os países e disse ter atacado, na verdade, o Iraque. A repórter o corrigiu, aparentemente muito surpresa com a confusão sobre o fato de altíssima relevância à geopolítica mundial.

Além disso, o presidente até hoje é lembrado na imprensa americana por, no Twitter, começar uma frase, não terminar e ainda acabar escrevendo uma palavra que não existe: “Apesar da constante imprensa negativa covfefe”. O deslize virtual, é claro, viralizou rapidamente.

Fonte: O Globo

Imprimir