Cidadeverde.com
Esporte

Juíza suspende votos de urna 7 e dá vitória a Julio Brant no Vasco

Imprimir

O Vasco finalmente tem um vitorioso na eleição do último dia 7. A juíza Maria Cecília Pinto Gonçalves, da 52ª Vara Cível do Tribunal de Justiça do estado do Rio, determinou a suspensão dos 475 votos depositados na urna 7 e com isso Julio Brant, da oposição, superou Eurico Miranda.

De acordo com a decisão judicial, o Vasco tem 72 horas para divulgar nova ata da reunião da Assembleia Geral confirmando o resultado. Em caso de descumprimento, o clube pagará R$ 50 mil de multa.

Ainda cabe recurso sobre a liminar da juíza, que ainda determinou que Itamar Ribeiro de Carvalho, presidente da Assembleia Geral do Vasco, convoque a eleição no Conselho Deliberativo do clube, prevista para acontecer em janeiro, já com a chapa de Brant com direito a 120 cadeiras, contra 30 para a chapa de Eurico Miranda, segundo colocado.

O banco de dados do Vasco foi apreendido em agosto e ainda não teve suas informações reveladas. Nele constam os movimentos financeiros do clube e com ele a oposição ao presidente Eurico Miranda acredita ser possível provar que os sócios que estão sob suspeita de irregularidade e que votaram na eleição do dia 7 não pagaram suas mensalidades.

A diretoria do clube, por sua vez, tenta reaver HD. Os advogados do departamento jurídico alegam que o banco de dados pode ter sido adulterado pela oposição quando foi apreendido.


Fonte: Extra

Imprimir