Cidadeverde.com
Esporte

Jô ignora dez sondagens do exterior e quer Libertadores pelo Corinthians

Imprimir

O protagonismo no Campeonato Brasileiro rendeu a Jô o lugar de sensação no mercado do futebol brasileiro. Segundo fontes ligadas ao jogador, os representantes do centroavante já receberam sondagens de ao menos dez clubes nos últimos dias. Mas o camisa 7 não quer nem saber de deixar o Corinthians.

Conforme pessoas próximas ao atacante, Jô avisou aos seus agentes que quer jogar a Libertadores pelo Corinthians. Ele está encantado com o carinho que vem recebendo dos torcedores e deseja retribuir na próxima Copa Libertadores.

Até porque chegou criticado e, aos poucos, foi conquistando a exigente torcida corintiana. E até os mais famosos. 

Na última quarta-feira, foi cumprimentado e elogiado nos vestiários pelos cantores Thiaguinho e Belutti, além do surfista Gabriel Medina e do ex-jogador Ronaldo Fenômeno, que foram acompanhar o duelo contra o Fluminense, o do título, onde o camisa 7 fez dois gols e arrebentou.

Emocionado, Jô chegou a dizer, ainda nos vestiários: "Vou continuar aqui no Corinthians para buscar a Libertadores. Já ganhei uma, mas quero sentir o gostinho de buscar uma aqui pelo Corinthians. Fico no Corinthians. Amo esse clube de paixão. O que fizeram por mim, nunca vou esquecer".

Nas ruas, o carinho também vem sendo gigantesco, o que tem feito Jô gostar de voltar a viver em São Paulo ao lado da família.

Por tudo isso, Jô quer seguir e disputar a Libertadores com o clube do Parque São Jorge. Até porque, em sua avaliação, esse é o caminho mais perto para voltar à seleção brasileira, também porque o técnico Tite nutre forte apreço pelo Corinthians e costuma acompanhar às partidas.

O camisa 7 começou a carreira no Corinthians, mas ainda era muito jovem e, por isso, não deslanchou. Acabou vendido ao CSKA Moscou quando tinha apenas 18 anos, dois anos depois de estrear.

Ele entrou em campo com o time profissional ainda em 2003, quando havia recém-completado 16 anos. Retornou 14 anos depois sob desconfiança, com 18 gols em 115 jogos com a camisa alvinegra na primeira passagem.

O histórico recente de baladeiro e fiascos em clubes estrangeiros por conta das noitadas também jogavam contra Jô, mas o atleta conquistou a torcida corintiana aos poucos nesta temporada. 

Venceu o Campeonato Paulista no primeiro semestre e, agora, o Brasileirão, ambos como protagonista. Também é atualmente o artilheiro do torneio nacional e forte candidato a melhor jogador. O protagonismo em clássicos também conquistou o torcedor alvinegro: ele marcou em todos os arquirrivais.

No ano como um todo, são 25 gols em 63 partidas.


Fonte: ESPN

Imprimir