Cidadeverde.com
Política

"Vamos vencer o Lula", diz Marconi Perillo em visita a Teresina

Imprimir
  • perillo8.jpg Wilson Filho/Cidadeverde.com
  • perillo7.jpg Wilson Filho/Cidadeverde.com
  • perillo6.jpg Wilson Filho/Cidadeverde.com
  • perillo5.jpg Wilson Filho/Cidadeverde.com
  • perillo4.jpg Wilson Filho/Cidadeverde.com
  • perillo3.jpg Wilson Filho/Cidadeverde.com
  • perillo2.jpg Wilson Filho/Cidadeverde.com
  • perillo1.jpg Wilson Filho/Cidadeverde.com
  • 6fe219ed-2cf4-4002-8af2-50538bcb1c38.jpg Wilson Filho/Cidadeverde.com
  • 04deda20-3462-4a31-bcda-cf13d3ad2cea.jpg Wilson Filho/Cidadeverde.com
  • f56f52b7-ed99-42e3-aab7-75e04744e0f6.jpg Wilson Filho/Cidadeverde.com
  • 1da89752-a090-4428-833c-71468e6afdb9.jpg Wilson Filho/Cidadeverde.com
  • adb2113a-fc30-4f87-b6aa-0201d46f8ba0.jpg Wilson Filho/Cidadeverde.com
  • 4790ea9f-9889-4aa3-b659-29953856c504.jpg Wilson Filho/Cidadeverde.com
  • 2c572c3e-d83b-4820-abb0-7bba0df5117e.jpg Wilson Filho/Cidadeverde.com
  • 2160013f-49bc-440b-916f-c0d4efa15825.jpg Wilson Filho/Cidadeverde.com
  • cf9f4432-6880-4b98-98ea-0d59cc899e56.jpg Wilson Filho/Cidadeverde.com
  • 050ae1d6-ff9f-4d1c-a969-8cd55a4d1315.jpg Wilson Filho/Cidadeverde.com
  • 26794846-9ef9-4aba-bd37-7acc2ac44789.jpg Wilson Filho/Cidadeverde.com

O governador de Goiás, Marconi Perillo, confirmou nesta sexta-feira (24) que será candidato ao diretório nacional do PSDB e garante que, em 2018, o nome do partido à presidência da República irá vencer o ex-presidente Lula.

"Vamos vencer o Lula e se dependesse de mim o candidato ideal para disputar era com o Lula. Que seja ele (se referindo ao Lula). Agora, temos que ser melhor que ele, temos que ter mais votos que ele e é preciso que as pessoas confiem na gente".

Perillo esteve em Teresina participando de reunião com líderes do partido no Estado. O encontro aconteceu em um restaurante na zona Leste e contou com a presença do prefeito de Teresina, Firmino Filho; o ex-governador Freitas Neto; o deputado Luciano Nunes e os vereadores Jeová Alencar, Renato Berger, Edson Melo, Joninha e Samuel Silveira, atualmente secretário de assistência social do município.

Perillo defendeu chapa única para o diretório nacional do PSDB. “Espero que chegue dia 9 (dezembro) com uma candidatura única. Já fizemos um acordo importante que foi realizar uma chapa única com o diretório”, afirmou.

O adversário do governador é o senador cearense Tarso Jereissati. Perillo é da ala governista e é o nome defendido pelo senador Aécio Neves, atual presidente do PSDB. Jereissati, ao contrário, defendeu a saída do PSDB do governo Temer.

O governador de Goiás disse que fez um acordo com o grupo de Jereissati que, independente de ter uma disputa à presidência do diretório nacional, a executiva será compartilhada por todas as forças do PSDB principalmente com os nomes regionais.

Se não houver consenso

Perillo ressaltou ainda que se não houver um consenso para o Diretório Nacional haverá uma convenção para definir.

"Se todo modo for impossível a escolha de um presidente pelo consenso vamos a convenção". Ele lembrou que já participou de várias convenções e o PSDB nunca chegou dividido. 

Candidatura a presidente

Perillo defende candidatura própria do PSDB à presidência da República. Ele apontou nomes que podem estar na disputa como o governador de São Paulo, Geraldo Alckmin, e o prefeito da capital paulista, João Dória, Artur Virgílio e Tasso Jereissati. Perillo ressaltou que o partido tem nomes fortes para enfrentar Lula.

Sobre a possibilidade de Firmino ser candidato a governador em 2018, ele disse que o prefeito de Teresina é nome para qualquer cargo e que o PSDB deveria aproveitá-lo mais devido a sua experiência administrativa e política.

"Firmino serve para qualquer coisa nesse País, para o bem. Ele é um quadro extraordinário. Acho que o PSDB deve aproveitar melhor em âmbito nacional o Firmino...se ele for candidato terá o meu apoio e meu entusiasmo". 

Saída do governo

Para Perillo, a saída do PSDB do governo Temer não está mais em discussão e o partido não indicará Ministérios. A permanência de Antonio Imbassahy na gestão Temer se deve a relação dele com o presidente. 

"O PSDB terá candidatura própria e vamos buscar aliados e teremos que ter habilidade. Essa discussão de apoia ou não o governo é página virada. Eu defendo que o PSDB apoio urgentemente reformas estruturais como a reforma da Previdência".

 Candidaturas emergentes

Questionado sobre as possíveis pré-candidaturas de Bolsonaro e Luciano Huck, Marconi Perillo afirmou que não acredita em candidaturas de extremos, radicais e populistas. 

"Temos que ter responsabilidade de apresentar bons nomes ao País que darão conta de governar, que darão conta do recado. Não é qualquer pessoa que vai dar conta de administrar um país como o nosso. É preciso ter alguém que tenha experiência, maturidade, que tenha capital político, inteligência, credibilidade pra fazer um bom governo". 

Perillo disse que o PSDB precisa visitar o Nordeste para se fortalecer na região. 

 

Yala Sena (Flash)
Hérlon Moraes (Da Redação)
redacao@cidadeverde.com

Imprimir