Cidadeverde.com
Geral

Bandidos fazem arrastão em escola e agridem professor com revólver

Imprimir

Fotos: Graciane Sousa/ Cidadeverde.com

Ampliada às 16h30

O Centro de Educação Professor Ruy Leite Berger Filho, localizado na zona Sudeste de Teresina, foi alvo da ação de bandidos na noite dessa segunda-feira (4). Pelo menos três assaltantes roubaram alunos do 3º ano do Ensino Médio e agrediram um professor de Física.

Por volta das 13h desta terça-feira (05), a polícia conseguiu prender um dos suspeitos, que foi reconhecido por uma das vítimas, e levado para a Central de Flagrantes. O preso foi identificado como Wanderson Gabriel, vulgo "Gangu". A prisão ocorreu no bairro Alto da Ressureição, na zona Sudeste de Teresina.

Segundo informações apuradas pelo Cidadeverde.com, os assaltantes tiveram acesso à escola pulando o muro do Centro. Eles entraram numa sala e roubaram celulares de todos alunos, que ficaram muito assustados com a ação. Uma das alunas, inclusive, chegou a desmaiar por conta do susto. 

Na sala havia cerca de 30 alunos que faziam provas. Uma das vítimas contou que ninguém reagiu, mesmo assim, os suspeitos agiram com violência, principalmente com o professor.

 "Dois entraram armados e foram direto para o professor de Física. Deram coronhadas e colocaram um pano no rosto dele para não ver nada... puxaram o cabelo de uma menina que desmaiou de medo", disse um dos alunos que preferiu não ser identificado.

A ação criminosa durou cerca de 1 minuto e meio. Um dos suspeitos apontava a arma para a cabeça do professor e o outro fazia o arrastão nos estudantes. "Foi muita humilhação, choro e desespero. Eles diziam que se reagisse seria pior e mataria quem escondesse o celular. O terceiro bandido entrou na sala de capacete e botou os celulares na mochila", acrescentou o estudante


Suspeito foi reconhecido pelas vítimas (Foto: Christian Sousa/ TV Cidade Verde)

Após a ação, os assaltantes fugiram e ainda não foram localizados. O caso é investigado pelo 24º Distrito Policial.

Procurado pelo Cidadeverde.com, o comandante do 8º Batalhão da Polícia Militar, responsável pelo policiamento da área, informou na manhã desta terça-feira (5) que não tinha conhecimento sobre o caso. 

Ao todo, cinco bandidos praticaram o crime. Uma dupla ficou do lado de fora dando apoio aos comparsas.

Em uma semana, este é o segundo caso onde um professor sofre agressão durante o exercício da profissão em Teresina. 


Izabella Pimentel e Graciane Sousa
redacao@cidadeverde.com

Imprimir