Cidadeverde.com
Política

João de Deus confirma que governo recorrerá contra suspensão da licitação de subconcessão

Imprimir

O líder do governo na Assembleia, deputado João de Deus (PT), rebateu as críticas dos parlamentares sobre a repercussão do pedido de reajuste na tarifa pela empresa Águas de Teresina. João de Deus informou que a suspensão da licitação sobre a subconcessão ainda cabe recurso e que o governo está utilizando isso. 

Ele rebateu pronunciamento do colega Gustavo Neiva, que disse ser a empresa ilegítima para promover reajuste no abastecimento de água. 

João de Deus ressaltou o trabalho desenvolvido pela Empresa Águas de Teresina, que em sua visão tem trabalhado muito, mas ainda não é possível obter resultados imediatos. Ele disse que mesmo assim, a empresa já mostrou soluções rápidas, para problemas crônicos de águas em Teresina. 

O parlamentar lembrou que o Tribunal de Contas tomou uma decisão em relação a Empresa de Águas de Teresina, mas que cabem recursos de reconsideração e que o governo irá fazer o recurso no momento, porque tem prazo para recurso. “Houve o julgamento e o julgamento foi anulado o processo licitatório, mas ainda cabe um pedido de reconsideração e o governo vai entrar com o pedido”, finalizou.

Cícero diz ser contrário a reajustes 
 
O deputado Cícero Magalhães (PT) usou o mesmo tempo para falar do problema do abastecimento de água, dizendo-se contrário ao reajuste, mas reconhecendo do trabalho positivo da Águas de Teresina, que melhorou o abastecimento no Jacinta Andrade e também na região Sudeste. 

“Eu também já fui oposição nessa Casa. E às vezes se dá informações que não são cem por cento corretas. Eu acho que aumentar tarifa, nesse momento, eu também sou contra, assim como todos os consumidores. Mas não podemos, mesmo sendo oposição, só criticar, mas também ter coragem de elogiar, porque elogiar uma boa ação do governo, às vezes não é tão fácil”, disse o deputado Cícero Magalhães (PT), referindo-se a Empresa Águas de Teresina.
 
O parlamentar deu como exemplo, duas regiões, sendo a primeira delas a região do Jacinta Andrade, com mais de quatro mil moradias, com escolas, delegacia, posto de saúde e onde, segundo testemunho de um dos seus assessores, um motorista que reside no local, uma das coisas que não faltam no Jacinta Andrade é água.
 
Cícero Magalhães lembrou que o ex-governador Wilson Martins havia deixado quase pronta, para aquela região uma Estação de Tratamento de Água (ETA) e que estava faltando apenas a energia, porque tinha um problema.
 
“Quando o governador Wellington Dias (PT) assumiu, em seu terceiro mandato, o problema ainda não tinha sido resolvido e que agora está resolvido. Assim como na região Sudeste, onde houve uma intervenção do Águas de Teresina, e a água lá, melhorou e muito. Agora com relação ao aumento de tarifa, isso, não, acredito que é possível se pensar nisso em outro momento, porque agora o povo não agüenta mais, porque o salário do povo dá mal para comprar um botijão de gás”, resumiu.  


Da redação
redacao@cidadeverde.com 

Imprimir