Cidadeverde.com
Viver Bem

Especialista explica se água de arroz ajuda a clarear a pele

Imprimir

Muito tem se falado sobre o uso da água de arroz na pele para se obter benefícios, principalmente a redução de manchas, devido a presença de ácido kójico. Realmente, esse tipo de ácido é interessante para manchas, no entanto ele é resultado da fermentação de algumas substâncias (incluindo o arroz) pelas bactérias ou fungos e portanto, arroz em grão não é fonte desse ácido. Portanto, a divulgação de que a água de arroz pode clarear a pele não condiz com a verdade científica. O arroz parbolizado, o integral e o lavado possuem características químicas discretamente diferentes, sendo mais consistente a maior concentração de lipídios e tiamina (vitamina B1) no integral, que tem a desvantagem de possuir maior teor de elementos tóxicos como o arsênio e o cádmio (no Brasil, bem abaixo dos níveis de toxicidade) e no parbolizado, um maior teor de minerais benéficos, segundo estudos dos pesquisadores brasileiros Poletti, Naves e Silva.

 

Benefícios reais do arroz para a pele
Os efeitos benéficos do arroz, da aveia e do amido são utilizados a muitos anos na dermatologia para o tratamento de várias afecções da pele, especialmente na área da pediatria, pelas suas propriedades calmantes, nos banhos ou compressas.

A composição do arroz inclui o amido, aminoácidos como a histidina, isoleucina, metionina, triptofano, valina, cistina, fenilalanina, tirosina (tem participação no processo de formação da melanina, mas sem histórico comprovado em literatura científica quanto ao seu efeito referente a água de arroz), albumina, globulina, prolamina e glutelina. Vitaminas como a tiamina (B1), niacina e riboflavina (B2), minerais como o ferro e zinco estão presentes em pequena quantidade no arroz integral e muito menor no arroz lavado. Embora muito pobre em lipídios, o ácido oleico e o linoleico podem ser também identificados.

Como digo nos artigos que costumo escrever, a pele é maravilhosa pela sua capacidade de nos proteger de inúmeros agentes externos e o maior desafio de qualquer tratamento externo (tópico) é a capacidade da substância atravessar essa pele.

Baseados na história do uso de tratamentos naturais e na composição, a água do arroz cru pode ser utilizada como um calmante da pele, as vitaminas do complexo B são importantes para a pele e também para os anexos (unhas e cabelos) e eles individualmente e em concentração adequada podem trazer benefícios. As vitaminas C e E não constam na maioria dos estudos científicos.

 

Como tratar manchas de forma mais efetiva?
Quanto ao tratamento de manchas, existem diversos produtos no mercado, industrializados e com estudos científicos de efetividade que ajudam a melhorar a coloração, dificilmente curando doenças como o melasma (mancha escura na face), mas ajudando nas outras afecções como pigmentação após processo inflamatório.

Tem perigo aplicar arroz na pele?
E por último, precisamos nos atentar com relação a elementos tóxicos descritos, principalmente de algumas áreas da China, Japão, Índia cujo solo propicia ao aumento de arsênico, tálio, cromo, chumbo, estanho e antimônio. Por sorte, no Brasil o solo é favorável, assim como o sistema de irrigação e com isso podemos dizer que o nosso produto tem níveis muito abaixo dos considerados tóxicos.

 


Fonte: Minha Vida

Imprimir