Cidadeverde.com
Política

Themístocles se mostra "satisfeito" com apoio do PT à vaga de vice

Imprimir
  • eb9e9968-f87f-493b-a335-6296a5d4b849.jpg Wilson Filho/Cidade Verde
  • encontro_(7).jpg Wilson Filho/Cidade Verde
  • encontro_(6).jpg Wilson Filho/Cidade Verde
  • encontro_(5).jpg Wilson Filho/Cidade Verde
  • encontro_(4).jpg Wilson Filho/Cidade Verde
  • encontro_(3).jpg Wilson Filho/Cidade Verde
  • encontro_(2).jpg Wilson Filho/Cidade Verde
  • encontro_(1).jpg Wilson Filho/Cidade Verde

O presidente da Assembleia Legislativa do Piauí, Themístocles Filho (MDB), continua evitando falar sobre a vaga de vice na chapa para reeleição do governador Wellington Dias (PT), mas nesta sexta-feira (11), ele demonstrou satisfação por estar recebendo o apoio de alguns petistas para que ele fique mesmo com a espaço da vice-candidatura. 

Com poucas palavras, ele disse que qualquer pessoa fica feliz em receber apoio de quem quer que seja. A afirmação quase que traz incutida uma confissão de que o interesse em ser vice de Wellington está cada vez maior. 

“Qualquer cidadão que recebe apoio de a, b ou c, fica satisfeito”, falou de forma breve o deputado. 

Ao manter o discurso de que tudo será feito sem pressa, por haver ainda muito tempo para que uma decisão seja tomada, o presidente garante que está tranquilo, tanto quanto sua legenda, em aguardar a decisão que só pode ser dada por Wellington. 

“Vamos aguardar com muita tranquilidade a condição do governador Wellington Dias e até o mês de março estará definido”, falou brevemente.

Com o MDB, Themístocles reafirmou que haverá reunião interna, antes que o partido possa se reunir com o governo. “Vamos nos reunir até o final deste mês. Primeiro o partido se reúne, depois a gente fala com outros seguimentos e com certeza com o governador”. 

E complementa que a divergência interna na sigla, em relação ao lançamento de candidatura própria defendida pelo ex-ministro João Henrique, é perfeitamente natural; “nenhum partido consegue que 100% de seus membros estarem com o mesmo pensamento. Eu acho perfeitamente natural qualquer partido ter divergência” 

Hoje, o presidente recebeu a visita do presidente da Associação Piauiense de Municípios, prefeito Gil Carlos (PT) na Alepi. Gil Carlos nao quis externar se concorda com a vaga para Themístocles, mas falou que ele é uma opção importante dentro da chapa. "Estamos na fase de contruir a chapa majoritoria. O governador é o grande maestro, construtor desse entendimento. O MDB deve ser um dos partidos que vai indicar o nome para compor uma das 4 vagas para a chapa e dentro do partido o Themístocles é um dos nomes mais citados para representar a sigla".

 

 

Lyza Freitas
redacao@cidadeverde.com

Imprimir