Cidadeverde.com
Geral

Lojistas da Ceasa receberão novo contrato nesta sexta-feira

Imprimir

Nesta sexta-feira (12), a diretoria da Nova Ceasa realizará a entrega dos contratos dos lojistas do mercado. Há um mês, a concessionária que administra o órgão deu início ao cadastramento dos lojistas e quem não regularizar o contrato com a nova direção, perderá o direito de comercializar produtos na central piauiense. Segundo a direção, dos 840 lojistas que comercializam na Nova Ceasa, 400 deles já realizaram as atualizações cadastrais e receberão a documentação. A solenidade será realizada na administração do local, às 10h.

Segundo o diretor executivo da central, Amilton Silva, a atualização do contrato de locação dos lojistas é essencial, pois regulariza o comerciante na Ceasa. “É necessário legalizar a situação jurídica. Quem não tiver com os novos contratos perante à concessionária, é como se não tivesse o interesse em renovar seu contrato e, consequentemente, perderão o direito de trabalhar aqui”, esclarece. “Até o dia 30 de janeiro, o feirante não poderá mais comercializar nas dependências da central de abastecimento, caso não esteja regularizado”, acrescenta ele.

De acordo com o presidente da União de Permissionários da Ceasa (UPC), Robert Eudes, os lojistas do mercado estão satisfeitos com as melhorias e modernizações realizadas no local. 

“O que foi investido nesses oito meses, jamais havia sido investido ao longo dos 41 anos da Ceasa. Hoje temos um entreposto limpo, organizado, com quatro novos estacionamentos e mais de 650 vagas novas para veículos, segurança reforçada durante 24 horas, horário de entrada e saída estabelecido, projeto de música e arte, dentre tantas outras ações que era desejo antigo nosso”, explica Robert. “Assinar o contrato com a Nova Ceasa, hoje, é motivo de muito orgulho para todos nós”, acrescentou ele.

Recadastramento

Para a realização do recadastramento, o permissionário deve apresentar seus documentos em dois casos: pessoas jurídica e física. No primeiro caso, o lojista deve apresentar: documentação pessoal, inscrição estadual, contrato social e documentos do titular ou responsável pela empresa. Caso seja pessoa física, apenas os documentos pessoais (RG, CPF e comprovante de residência).

A Central de Abastecimento do Piauí vem sendo administrada através de Parceria Público Privado (PPP) há oito meses e, neste contexto, o espaço passa por reformas e até já ganhou o prêmio de 2º melhor projeto de PPP do Brasil.


redacao@cidadeverde.com

Imprimir