Cidadeverde.com
Entretenimento

Ex-agentes acusam Johnny Depp de gastos mensais de R$ 6 mi

Imprimir

Fonte: Divulgação


Johnny Depp se recusa a mostrar comprovantes de empréstimos de ex-agentes


Johnny Depp se envolveu em mais uma polêmica com Joel e Robert Mandel, seus agentes financeiros. Após entrar com uma ação de R$ 80 milhões contra os profissionais, alegando que ambos teriam administrado de forma fraudulenta o seu dinheiro, o ator foi acusado pela dupla de ter gastos por volta de R$ 6,4 milhões mensais.


De acordo com o "Daily Mail", os empresários fizeram a revelação para justificar os problemas financeiros enfrentados pelo astro de Hollywood, que mantinha cerca de 40 funcionários para atender suas necessidades em tempo integral e vivia de empréstimos.


Os agentes ainda alegam que Depp usou o dinheiro para manter suas casas, um iate de luxo avaliado em R$ 57,9 milhões, vinhos e uma frota de 45 carros de luxo.


O artista teria processado os ex-agentes com a justificativa de que ambos teriam sonegado impostos, além de terem emprestado dinheiro para terceiros sem sua autorização.


Joel e Robert, por sua vez, exigem que o astro apresente os comprovantes de empréstimo, para que sejam provados que os empréstimos feitos pela TMG (The Management Group) em seu nome tinham o conhecimento dele. Jhonny, porém, se recusa a apresentar os documentos.

 

Fonte: Famosidades

Imprimir