Cidadeverde.com
Geral

Sindicatos devem cobrar na Justiça repasses do governo

Imprimir

Após os sindicatos denunciarem no início deste mês o atraso do Governo do Piauí nos repasses sindicais, a assessoria de imprensa da Secretaria Estadual de Fazenda (Sefaz) divulgou nota informando que o governo teria até dia 13 de janeiro para efetuar os repasses. Entretanto, até hoje (18) os valores da anuidade descontada dos profissionais não foi enviada e os sindicatos confirmaram que vão acionar a Justiça por apropriação indébita.

Entre os sindicatos que se manifestaram com atrasos estão o Sindicato dos Engenheiros, o Sindicato dos Policiais Civis, a Associação dos Cabos e Soldados da Polícia Militar e a Associação dos Docentes da Uespi. Eles alegam falta de recursos para pagamento de pessoal, redução das atividades sindicais e falta de pagamento de fornecedores.

Segundo Antonio Florentino Filho, presidente do Sindicato dos Engenheiros, os sindicatos vão acionar o Ministério Público e a Justiça com ação judicial por apropriação indébita pelo Estado do Piauí. 

“Vamos acionar a Justiça pelos valores que estão sendo apropriados indevidamente pelo Estado. Estão querendo acabar com as entidades sindicais e diminuir a força dos profissionais, mas os sindicatos vão se unir contra esse movimento que é grave”, declarou engenheiro.

No início do janeiro, a assessoria de imprensa da Sefaz divulgou nota que os repasses não estavam em atraso. “De acordo com a instrução normativa número 7, de 4 de agosto de 2017, da Secretaria de Administração e Previdência, a Sefaz tem 30 dias após o encerramento da folha de pagamento para fazer o repasse às entidades. Vale ressaltar que a folha de novembro só foi concluída no dia 13/12, desta forma, o governo tem até o dia 13/01 para efetivar o repasse aos sindicatos”, explicou.


redacao@cidadeverde.com

Imprimir