Cidadeverde.com
Geral

Polícia faz busca por droga jogada de avião; carga apreendida já chega a 210kg

Imprimir
  • f165a053-8ba2-4f2d-bf45-aab24e4a92f2.jpg Polícia Militar
  • e7747686-9200-4cf1-9cc1-fd3f239b946b.jpg Polícia Militar
  • cb0fac79-4a33-4185-ba8e-490332b7c723.jpg Polícia Militar
  • adcd5799-7f69-4cd8-93e8-e70cf4f712b7.jpg Polícia Militar
  • 42019051-a043-4014-b735-f8f25a486b66.jpg Polícia Militar
  • 65ba3226-8176-405f-ab7a-7b7aa3ff8c1d.jpg Polícia Militar
  • 9e2b774e-7ccd-48e8-9b01-44f2587b656b.jpg Polícia Militar
  • editada.jpg Polícia Militar
  • 16673ad6-d787-496c-bc43-6c0ae31bcc73.jpg Polícia Militar
  • ee6d6ab5-89f2-4064-b99d-92127844d1c7.jpg Polícia Militar
  • 5b52db65-e33f-4fa6-a410-90bce69b8264.jpg Polícia Militar
  • 1d893578-8d73-4a49-905b-cb226e2cb87a.jpg Polícia Militar

As polícias Civil e Militar continuam as investigações sobre a aeronave que transportava droga, que fez um pouso forçado em Barreiras do Piauí (a 857 km de Teresina) na tarde de ontem(26). Até o momento foram contabilizados 210 quilos de cocaína pura e a expectativa é que mais possa ser encontrada.

De acordo com o coordenador da Delegacia de Prevenção e Repressão a Entorpecentes (Depre), delegado Menandro Pedro, pelo depoimento dos dois presos mais 200 quilos devem ter sido jogados e estariam na zona de mata. 

“Nós estimamos, pelos interrogatórios, que mais de 200 quilos estejam na mata. O avião tinha capacidade para transportar seis passageiros, ou seja, de 500 a 600 quilos”, disse o delegado, que informou ainda está fazendo a investigação. 

Os policiais ainda estão fazendo diligências no sentido de encontrar mais pacotes com drogas. 

Os dois presos foram identificados como: Nagib Brito de Aquino, 53 anos, o piloto da aeronave, natural de Belém-PA, é também fiscal do Ministério da Agricultura e Ângelo Augusto Ribeiro Boechat Lopes que disse ser o dono da droga. 

Segundo a Polícia Militar, eles transportavam a droga do Pará para o Maranhão, saíram da rota do GPS e ficaram sem combustível. 

“Para diminuir o peso do avião fizeram um pouso forçado e deixaram seis volumes de drogas escondido na mata e subiram voo, verificando que o avião ainda estava pesado começaram a jogar os restantes de volumes na mata (quatro volumes com 30 tabletes cada volume). Após toda verificação, a polícia ainda continua em diligências”, informa o comandante do 7º Batalhão, major Hortêncio. 

Com eles foram encontrados também uma quantia no valor de R$ 1.531, em dinheiro, além de rádios, tabletes, celulares e mapas.


Caroline Oliveira
[email protected] 

Imprimir