Cidadeverde.com
Geral

Preso tinha R$ 25 mil com lacre do Banco Central e pistola da Segurança

Imprimir
  • f51ae97d-bf6c-4ff3-81b8-fdad8e6845d8_(1).jpg Polícia Militar
  • ee114e30-814f-49d8-83ae-040d8fce2103.jpg Polícia Militar
  • e63c2833-4ef2-48fc-be84-4009d0b1cc6c.jpg Polícia Militar
  • cb858195-79fd-4cd5-9e4a-5a6ec41682d2.jpg Polícia Militar
  • 25157184-8864-4f58-8524-d4402b25bb83.jpg Polícia Militar
  • 137ded3d-3477-496c-9f90-92673f1691f9.jpg Polícia Militar
  • 9a50714a-67c8-4aec-8eb9-5b6f87f1b26a.jpg Polícia Militar
  • 1b212e88-22c0-4dff-a80b-1c58bc1991fe.jpg Polícia Militar

Atualizada às 9h51

O capitão da Rone, Geovanei Mota, participou da prisão do suspeito. Ele é identificado como Rafael Ribeiro de Lima, vulgo "perneta",31 anos. 

A prisão foi feita após o serviço de Inteligência da Polícia Militar identificar um grupo suspeito em uma casa na vila Jesus de Nazaré, localizada na região do Vale do Gavião. 

Rafael Perneta foi encontrado dentro do banheiro da residência, que a polícia acredita ser um esconderijo de arrombadores de instituições bancárias do Piauí e Maranhão. 

"Na casa havia maçarico, compressor, alicate, uma pistola .40 com inscrições da Secretaria de Segurança Pública do Piauí, R$ 25 mil com lacre do Banco Central, um veículo, cinco motos, dentre outros materiais", conta o capitão Mota. 

Além de Rafael perneta, sua esposa e outra pessoa que estava na casa também foram conduzidos à Central de Flagrantes, mas liberados em seguida. 

Segundo a Polícia Militar, Perneta lidera quadrilha especializada na explosão de caixas eletrônicos. No Maranhão, ele teria assaltado uma agência do Bradesco em 2016. O preso era considerado foragido da justiça.

Matéria original

Um dos suspeitos de liderar uma quadrilha especializada em roubo a banco foi preso por policiais militares de Rondas Ostensivas de Natureza Especial (Rone), na noite de ontem (07). Além de drogas, armas e dinheiro com lacre do Banco Central também foi apreendido um vasto material usado nas explosões. 

O delegado-geral da Polícia Civil do Piauí, Riedel Batista, conta que o suspeito teria participação em ações criminosas recentes no Estado. Ele citou os roubos a agências bancárias em Altos, Jaicós, Oeiras, Pio IX e Cocal. 

"O numerário que foi apreendido tem lacre do Banco do Central. O mais importante dessa prisão são as informações que colhemos sobre outros indivíduos. Isso vai possbilitar resolver casos que ocorreram no Estado", disse Riedel Batista. 

A prisão ocorreu no Vale do Gavião, na zona Leste de Teresina. No momento da abordagem, quatro suspeitos foram conduzidos, mas liberados em seguida.  

"O suspeito preso é um dos únicos remanescentes daquela quadrilha grande que a um tempo atrás realizou estouro de vários caixas eletrônicos em Teresina. Ele foi se esconder no Estado do Maranhão e voltou para o Piauí. Já estávamos com informações sobre a localização dele na Capital e a Rone com seu trabalho ostensivo realizou a abordagem e consegui prendê-lo com todo o material", disse o delegado Gustavo Jung. 

 

Graciane Sousa
gracianesousa@cidadeverde.com

Imprimir