Cidadeverde.com
Esporte

Lucas e Gabigol dão vitória ao Santos na Vila Belmiro

Imprimir
  • santos-12.jpg Foto: Ivan Storti/Santos FC
  • santos-11.jpg Foto: Ivan Storti/Santos FC
  • santos-10.jpg Foto: Ivan Storti/Santos FC
  • santos-9.jpg Foto: Ivan Storti/Santos FC
  • santos-8.jpg Foto: Ivan Storti/Santos FC
  • santos-7.jpg Foto: Ivan Storti/Santos FC
  • santos-6.jpg Foto: Ivan Storti/Santos FC
  • santos-5.jpg Foto: Ivan Storti/Santos FC
  • santos-4.jpg Foto: Ivan Storti/Santos FC
  • santos-3.jpg Foto: Ivan Storti/Santos FC
  • santos-2.jpg Foto: Ivan Storti/Santos FC
  • santos-1.jpg Foto: Ivan Storti/Santos FC

Matou as saudades da vitória! Sem ganhar há três jogos, o Santos voltou a vencer nesta quarta-feira, quando bateu o São Caetano, na Vila Belmiro, por 2 a 0, pela sétima rodada do Campeonato Paulista. E quem marcou foi quem já deixou saudades no torcedor do Peixe, mesmo que por pouco tempo: Lucas Veríssimo e Gabigol garantiram o triunfo que deixou o Alvinegro mais sossegado na busca pela classificação no Grupo D.

FICA, VAI TER GOL
O zagueiro Lucas Veríssimo tratou uma lesão muscular na coxa e quase não voltou. No período em que esteve no departamento médico, ele quase foi vendido para o Spartak de Moscou, da Rússia. Sem sucesso na negociação, ele aproveitou o passe de Copete para abrir o placar de um jogo que já era dominado pelo Peixe, mas o volume de jogo não era convertido em bolas na rede. Antes do zagueiro aparecer debaixo das traves de Helton Leite, Gabigol, Sasha e Copete já tinham tentado a sorte.

BEM-VINDO DE VOLTA
Gabigol já havia mostrado ao que veio logo quando reestreou, contra a Ferroviária, em Araraquara: marcou logo na primeira partida. No primeiro jogo na Vila Belmiro, não fez diferente. Tentou de todas as formas possíveis, mas reencontrou às redes de casa na base da raça. Sasha lançou, mas o zagueiro do Azulão se antecipou. O camisa 10 não deixou barato, foi pro combate, e levou a melhor. Depois, foi só virar e chutar forte.

FAZ FALTA?
O volante Renato foi poupado, o que fez o técnico Jair Ventura fazer alguns testes no Alvinegro. No início, Alison atuou mais recuado para tentar liberar Jean Mota e Vecchio, desenho mais próximo do esquema 4-1-4-1, com Sasha pela direita e Copete na esquerda. Ao longo dos 90 minutos, o desenho se desfez e a saída de bola do Peixe continuou com os mesmos problemas.

ELAS VOLTARAM... AS DEFESAS!
Consagrado na meta santista, Vanderlei levou cinco gols nos últimos três jogos. Mas nesta quarta-feira, o camisa 1 trabalhou até mais do que nas últimas rodadas e garantiu boas defesas. Ex-companheiro de clube, Chiquinho, o camisa 10 do São Caetano, testou o goleiro mais de uma vez com chutes de fora da área e em cobranças de falta. 

BEM VINDO DE VOLTA - PARTE 2
Aos 33 do segundo tempo, com o jogo, o Santos tocava de um lado para o outro, valorizava a posse de bola e vez ou outra entrava na área do São Caetanos pelas laterais. Foi ai que Jair Ventura decidiu promover o retorno de Vitor Bueno e colocou o camisa 7 no lugar de Vecchio. Por pouco ele não balançou as redes. Mas Helton Leite defendeu um chute rasteiro de pé esquerdo. O meia passou por uma cirurgia no joelho em outubro de 2017.

PROCURA-SE
Em crise na lateral esquerda, o treinador do Santos aproveitou a calmaria do jogo para sacar Caju e dar mais uma chance para Copete improvisado no setor. A diretoria busca um novo reforço para a posição e tenta o empréstimo do ex-corintiano Dodô, que está na Sampdoria, da Itália.

COMO FICA
A vitória recolocou o Peixe na liderança do Grupo D do Paulistão. Agora, o Alvinegro tem 11 pontos, contra 10 do Botafogo-SP. Com quatro pontos, o Azulão é o lanterna do Grupo B. No domingo, o Santos faz clássico contra o São Paulo, no Morumbi.

FICHA TÉCNICA
SANTOS 2 X 0 SÃO CAETANO
Local: Vila Belmiro, Santos (SP)
Data-Hora: 14/2/2018 - 19h30
Árbitro: Vinicius Furlan
Auxiliares: Vitor Carmona Metestaine e Herman Brumel Vani
Público/renda: 4.165 pagantes/R$ 92.490,00
Cartões amarelos: David Braz (SAN), Chiquinho e Alex Reinaldo (SCA)
Cartões vermelhos: - 
Gols: Lucas Veríssimo (34'/1ºT) (1-0), Gabriel (1'/2ºT) (2-0)

SANTOS: Vanderlei; Daniel Guedes, Lucas Veríssimo, David Braz e Caju (Arthur Gomes, aos 13'/2ºT); Alison, Jean Mota (Matheus Jesus, aos 29'/2ºT) e Vecchio (Vitor Bueno, aos 35'/2ºT); Copete, Eduardo Sasha e Gabriel. Técnico: Jair Ventura.

SÃO CAETANO: Helton Leite; Alex Reinaldo, Sandoval, Max e Bruno Recife; Vinicius Kiss, Esley (Ferreira, aos 17'/2ºT) e Chiquinho; Diego Rosa, Ermínio (Paulo Vinícius, no intervalo) e Marlon (Rafael Costa, 25'/2ºT). Técnico: Pintado.

Fonte: Lance!

Imprimir