Cidadeverde.com
Geral

Vigilante de carro-forte ferido passa por cirurgia; polícia continua buscas

Imprimir
  • br8.jpg Francisco Rabelo
  • br6.jpg Francisco Rabelo
  • br5.jpg Francisco Rabelo
  • br4.jpg Francisco Rabelo
  • br3.jpg Francisco Rabelo
  • br2.jpg Francisco Rabelo
  • br1.jpg Francisco Rabelo

O vigilante do carro-forte, Gilvani da Cruz Monteiro, 45 anos, que saiu ferido no ataque ao terceiro veículo nesta semana, vai passar por uma cirurgia nesta sexta-feira(23. A tentativa de assalto ocorreu por volta das 18h30, desta quinta(22), entre os municípios de Timon e Caxias no Maranhão.

Ele sofreu uma fratura na perna, mas está consciente e orientado, de acordo com o Hospital de Urgência de Teresina (HUT).

A ação foi executada por uma quadrilha em três veículos que atiraram contra o carro-forte na BR- 316, próximo ao Portal da Amazônia, o que fez com que o veículo tombasse na estrada. Desta vez, não houve explosão do veículo.

O vigilante ficou preso nas ferragens e foi socorrido pela ambulância do Samu. Ele estava com escoriações pelo corpo além da fratura em uma das pernas.

Nesta manhã ele passou por exames e aguarda para fazer a cirurgia. 

Os bandidos não teriam conseguido levar nada. Policiais do Maranhão e do Piauí estão em diligência à procura de pistas que levem ao bando.  

Segundo o delegado Regional de Timon, Humaitã Oliveira, informou que um dos veículos utilizado foi queimado na zona rural de Timon. 

“A SW4 foi incendiado e encontramos ainda ontem à noite. Temos muitas informações ainda desencontradas e por isso ainda não sabemos quantos eram e quais os outros veículos envolvidos. Mas, continuamos em diligência”, afirmou o delegado. 


Caroline Oliveira
[email protected]

Imprimir