Cidadeverde.com
Geral

Vídeo: água jorra a mais de 5 metros em super vazamento na zona Norte

Imprimir

Atualizada às 9h de segunda-feira  

A Águas de Teresina informa que conseguiu corrigir o vazamento da adutora na madrugada desta segunda-feira (26). Por conta da intervenção, os bairros Primavera, Morro da Esperança, Mafuá, Marquês, Matinha, Vila Operária, Água mineral, Buenos Aires, Real Copagre, Mocambinho e Aeroporto estão com o abastecimento suspenso desde ontem. 

A concessionária garante que, com a conclusão da obra,  o fornecimento foi retormado desde às 8h de hoje e que o abastecimento de água nos 11 bairros irá retornar de forma gradativa. 

A Águas de Teresina está à disposição pelos seus canais de atendimento. Gratuitamente o usuário pode ligar no 0800 223 2000. A concessionária dispõe ainda do 115 e Whatsapp (98124-3199).

Matéria original 

Imagens enviadas à TV Cidade Verde mostram um “super vazamento” de água que ocorreu nas primeiras horas da manhã deste domingo (25) na zona Norte de Teresina. Desde às 5h30 equipes da Águas de Teresina estão no local tentando reparar o problema. 

O vazamento foi registrado em uma adutora instalada na Avenida Duque de Caxias, no bairro Primavera.  O vídeo gravado por um motorista que passava no local mostra água jorrando a uma altura de, pelo menos, cinco metros e com risco de atingir a fiação elétrica.  Às 9h o vazamento estava mais contido, mas ainda há um grande desperdício do líquido. 

De acordo com a Águas de Teresina, o rompimento não provocou desabastecimento de água na região. Somente no avançar da obra é que os técnicos irão definir se fecharão ou não um dos registros da adutora. Retroescavadeiras participam do reparo do vazamento.

A intervenção, de caráter emergencial, pode comprometer o abastecimento nos seguintes bairros: Primavera, Morro da Esperança, Mafuá, Marquês, Matinha e Vila Operária. Assim que houver previsão para conclusão dos serviços, a concessionária garante que informará aos usuários.

"Pedimos a compreensão e reforçamos o nosso compromisso em executar manutenções, tentando, na medida do possível, minimizar os impactos dessas ações corretivas", pede a Água de Teresina.


Izabella Pimentel
redacao@cidadeverde.com

Imprimir