Cidadeverde.com
Política

No PI, 8% ainda não fizeram recadastramento biométrico; prazo termina nesta terça

Imprimir

O Piauí vai ser o quarto Estado a concluir o recadastramento biométrico de todos os 224 municípios. O prazo final para que as pessoas façam o recadastramento acaba nesta terça (6). No caso do Piauí, a terceira e última fase do recadastramento está sendo feita em 42 cidades e faltam 8% dos eleitores se recadastrarem.

As informações foram confirmadas pelo secretário de Informação do Tribunal Regional Eleitoral, TRE-PI, Anderson Lima, que garante sucesso na realização de todo processo. Anderson afirma que, acabado o prazo de recadastramento, somente um quantidade que varia entre mil a 2 mil eleitores não terão feito a revisão eleitoral no estado.

"O andamento está sendo muito bem realizado, está praticamente concluindo o recadastramento nesse terceiro e último grupo de biometria e acreditamos que vamos alcançar a meta estabelecida pelo Tribunal", informou o secretário.

De acordo com ele, apenas em três municípios está havendo mais dificuldade para que o processo seja concluído. "Somente São João da Canabrava, São Luis do Piauí e Bocaina encontram-se em situação mais delicada, mas nesses locais instalamos um posto de atendimento no próprio município para que o eleitor não precise se deslocar a outro, e a gente acredita que o processo será concluído até amanhã".

Com o fim do prazo, o número de eleitores que não fez o recadastro será muito pequeno em um universo de mais de 2.300 milhões de títulos registrados no Piauí. "Especificamente temos ainda entre mil e dois mil eleitores. É muito pequeno dentro do total de 2.300 milhões de eleitores ao longo desses nove anos do processo de biometria".


O que acontece com quem não fizer

Quem não fizer o recadastramento terá o titulo cancelado, e com isso não pode votar nas eleições deste ano e não poderá emitir uma série de documentos, como o Registro de Identidade. Além disso, fica impedido de receber vencimentos do governo, por exemplo, dentre outras proibições. 

Anderson explicou, porém, que alguns casos específicos serão analisados pelo Cartório eleitoral da circunscrição do eleitor e que se o cidadão procurar fazer sua regularização antes disso, até o dia 9 de maio ele pode ter a situação normalizada. "Mas a principio, o prazo encerra amanhã. Lembrando que nessas situações, o eleitor tem que pagar multa para conseguir a regularização posterior", ressalva.

Documentos necessários para o recadastramento 

O eleitor tem que comparecer ao cartório eleitoral da sua circunscrição levando um documento de identificação (RG) com foto, comprovante de residência e o título de eleitor, todos com as devidas fotocópias. 

"No caso de a cidade do eleitor ter um posto de atendimento, ele pode procurar o posto e fazer processo de revisão eleitoral", observou. 


Lyza Freitas (Com informações da TV Cidade Verde)
[email protected]

Imprimir