Cidadeverde.com
Cidades

Pipeiros de Curimatá estão sem receber pagamento há meses

Imprimir

Os pipeiros que atuam no município de Curimatá estão sem receber o pagamento pelos meses trabalhados. Em contato com o Cidadeverde.com, os trabalhadores informaram que foram contratos pela Defesa Civil do Estado para trabalharem por seis meses, mas só foram repassados salários referentes a dois meses.

Alguns chegaram a perder o caminhão que usava para trabalhar por não conseguir pagar as parcelas da dívida. “É uma situação muito complicada. Praticamente, estou com o meu caminhão perdido, estou com dívidas no posto de combustível e nas casas de peças. Eu estou com quatro meses sem recebimento, devendo várias pessoas, eu preciso desse dinheiro”, contou um dos pipeiros, que prefere não se identificar.

Outro pipeiro relatou que trabalhou de junho a setembro do ano passado, e recebeu até pelo trabalho. Mas, de outubro a novembro, não recebeu pagamento. 

“A gente faz um compromisso, que vai pagar naquela data, mas não temos o dinheiro pra honrar porque não recebemos o pagamento. Eu estou devendo o posto de gasolina, do combustível que usei para trabalhar”, disse.

De acordo com os pipeiros, o serviço está suspenso no município.  Na região, devido as chuvas, a barragem de Vereda da Cruz está abastecendo o município.  

O diretor de Defesa Civil do Estado, Vitorino Tavares, informou que houve um atraso no repasse de documentos dos trabalhadores para a pasta. Por isso, até o momento, não possível regularizar o pagamento. Os documentos, segundo o diretor, só foi repassado em fevereiro deste ano. 

 


Carlienne Carpaso
carliene@cidadeverde.com  

Imprimir