Cidadeverde.com
Geral

Fósseis que seriam de preguiça gigante são encontrados no Sul do Piauí

Imprimir
  • preguiça_(5).jpg
  • preguiça_(4).jpg
  • preguiça_(3).jpg
  • preguiça_(2).jpg
  • preguiça_(1).jpg

O mestre em Arqueologia, Alexandre Mota, revela que encontrou fósseis que seriam de uma preguiça gigante entre as cidades de Regeneração e Arraial, localizadas no Sul do Piauí. O material foi visto inicialmente por agricultores da região, que informaram o pesquisador sobre o achado. 

Em entrevista ao Cidadeverde.com, o arqueólogo afirma que os fósseis possuem características do animal pré-histórico. A preguiça gigante  tinha altura entre 5 a 6 metros e, conforme esclarece o pesquisador, há milhares de anos muitos animais desta espécie habitaram o Nordeste. 

“Os agricultores me informaram e nós fomos até a região. Os fósseis foram achados em uma propriedade particular, próximo ao Complexo da Chapada Grande. Com a confirmação de que os fósseis são da preguiça gigante, Eremotheriun, podemos pesquisar se essa área se trata de um sítio paleontológico. É um animal herbívoro, da mega fauna do pleistoceno, do período da Era do Gelo", explica o mestre em Arqueologia, Alexandre. 

Diante do achado, o pesquisador pontuou, através de GPS, a localização da área onde os fósseis foram encontrados, fez fotos e informou à Universidade Federal do Piauí sobre a descoberta.  

Fóssil sera de animal semelhante ao da foto

“Queremos fazer uma análise científica com paleontólogos para comprovar se os fósseis são de uma preguiça gigante”, esclarece o pesquisador. 

Ainda de acordo com o pesquisador, os especialistas devem realizar os procedimentos científicos após a Semana Santa. 

 

Izabella Pimentel
redacao@cidadeverde.com 

Imprimir