Cidadeverde.com
Geral

Famosos e intelectuais repercutem morte de vereadora

Imprimir

Foto: Renan Olaz/Câmara do Rio

Famosos e intelectuais usaram as redes sociais para repercutir e lamentar a morte da vereadora Marielle Franco (PSOL), de 38 anos. A ativista foi assassinada a tiros na noite desta quarta-feira (14), no Rio de Janeiro. A principal linha de investigação da Divisão de Homicídios, responsável pelas apurações, é de execução. O motorista que estava com ela, Anderson Pedro Gomes, também foi morto na ação.

Marielle Franco tinha 38 anos e se apresentava como “mulher, negra, mãe e cria da favela da Maré”. Ela foi a quinta mais votada da cidade nas eleições de 2016, com 46.502 votos, em sua primeira disputa eleitoral.

Caetano Veloso publicou uma homenagem em forma de música. Em vídeo, o cantor interpretou sua música “Estou Triste”. No texto, usou as hashtags “Luto por Marielle” e “Marielle Presente”.

A cantora Teresa Cristina também prestou homenagem à Marielle. “Difícil pensar alguma coisa nesse momento de tanta dor. Que os familiares de Marielle Franco encontrem algum conforto diante de tamanha brutalidade”.

O mesmo fez a atriz Mônica Iozzi. Em seu post, ela contou que conhecia Marielle. "Ela lutava pela paz, por oportunidades iguais para todos. Denunciava a corrupção na câmara, na polícia...", escreveu.

Os atores Debora Bloch, Mateus Solano, Fabiana Karla e Julia Konrad, o cantor Emicida, a jornalista Carol Barcellos, a cantora Elza Soares, entre outros tantos artistas e intelectuais, também se manifestaram nas redes sociais e convidaram para alguns atos de manifesto que vão acontecer em todo o Brasil.

 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

 

 

 

 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

Fonte: G1 

Imprimir