Cidadeverde.com
Política

Deputados desistem da reeleição e Assembleia terá renovação em 2019

Imprimir


Foto:Lídia Brito/Cidadeverde.com

A Assembleia Legislativa do Estado deve passar por renovação em 2019. Não só a mudança natural que ocorre em todo pleito com a entrada de nomes novos, mas também, porque importantes líderes que hoje ocupam cadeiras na Casa, devem buscar outros caminhos na eleição de outubro.

Dos 30 deputados estaduais com mandatos, pelo menos seis deixarão a Casa para buscar novos caminhos na política estadual. Eles não devem concorrer à reeleição. É o caso, por exemplo, do presidente, deputado Themístocles Filho (MDB). 

Com 32 anos de mandato, o emedebista trabalha para não concorrer à reeleição. Themístocles é o nome do MDB para ocupar a vaga de vice na chapa de reeleição do governador Wellington Dias (PT). Se sair da Casa, Themístocles também encerrará o ciclo de sucessivas  reeleição como presidente da Assembleia. 

A disputa pelo Governo do estado também é motivo para mudanças na Assembleia. O deputado Luciano Nunes (PSDB) deve interromper o clico de quatro mandatos. Ele é pré-candidato do PSDB ao governo e pretende trocar o Legislativo pelo Executivo. 

A eleição pelas duas vagas a que o Piauí tem direito no Senado Federal, também deve levar deputados a desistirem da reeleição. É o caso de Dr. Pessoa (Solidariedade) e Robert Rios (DEM). Os dois serão candidatos em chapas da oposição e não devem buscar a reeleição no Legislativo Estadual.

 A eleição de 2020 é outro fator que deve provocar desistências na Assembleia. A deputada Juliana Falcão já anunciou que não vai concorrer à reeleição. O grupo político dela deve apoiar a candidatura do ex-governador Zé Filho (PSDB). O acordo entre os dois prevê que Juliana tenha o apoio dele na possível disputa pela Prefeitura de Parnaíba, em 2020.

O deputado Edson Ferreira (PSD) também já avisou aos aliados políticos que não deve  disputar a reeleição. Ele será substituído pelo irmão, Avelar Ferreira, que depois de passar algum tempo no governo, voltou a ser oposição a Wellington Dias.

Deputados se perpetuam
Enquanto alguns buscam outros caminhos na política, têm deputado que se perpetuar na Assembleia. Além do presidente Themístocles Filho, outro que está há 32 anos na Casa é Fernando Monteiro (PRTB). Ele irá disputar a reeleição.

O deputado Wilson Bradão, que recentemente deixou a oposição para se aliar ao governo, já está na Assembleia há 27 anos como parlamentar estadual. No pleito de outubro, ele tentará aumentar o recorde e buscará mais quatro anos como deputado. 

 

Lídia Brito
redacao@cidadeverde.com

Imprimir