Cidadeverde.com
Últimas

Homem é morto com três tiros após fazer assalto e entrar em autoescola

Imprimir

Um assaltante identificado como Paulo Mateus Gomes, de 21 anos, foi morto com três tiros no peito ao entrar em uma autoescola no Parque Itararé, zona Sudeste, depois de ter realizado um assalto próximo ao local. 

Um vídeo, conseguido pela TV Cidade Verde em primeira mão, mostra o momento em que Paulo e um comparsa tentam invadir a autoescola e logo saem correndo depois que o assaltante é alvejado e cai na rua. O outro suspeito, não identificado, também saiu correndo no mesmo momento e conseguiu fugir deixando o veículo e Paulo caídos.

A Polícia Militar informou que após realizarem o assalto, Paulo e um comparsa que estavam armados em um motocicleta, fizeram uma parada em frente a autoescola, quando foram alvejados supostamente por alguém que estava dentro de um veículo na empresa.

Uma fonte revelou à equipe da TV Cidade Verde que se trata de um policial militar do Maranhão. Não se sabe ainda se ele presta serviços à empresa e a polícia disse que está investigando o caso.

“Em poder das duas motos que haviam roubado, os suspeitos invadiram um ponto de centro de treinamento prático de uma autoescola. Lá dentro, havia alguém armado que disparou”, contou o major Wilton Sousa, comandante do 8º batalhão da PM

O vidro quebrado do automóvel da autoescola é um indício de que o atirador pode ter disparado de dentro do carro que estava na autoescola. Um dos tiros atravessou o portão.

“Pelo que consta, eles fizeram uma parada aqui na autoescola, e alguém da autoescola deve ter revidado e ele veio a óbito aqui no local e possivelmente foi uma pessoa de dentro da autoescola”, acrescentou o comandante. 
 
A vítima do assalto realizado por Paulo minutos antes de ele ser baleado, que não quis se identificar, contou que ele e um comparsa armados haviam roubado sua moto e celular. Paulo foi reconhecido pela vítima como autor do assalto. 

“Eu ia saindo de casa às 7h pra ir deixar meu filho no colégio. A gente já estava em cima da moto quando os dois chegaram em um moto preta. O do garupa, que foi alvejado depois, mandou eu descer da moto e entregar o celular. Eu fiz o que eles pediram e em seguida eles seguiram”, contou. 

Outro rapaz que teve sua moto roubada na ultima terça-feira, também afirmou que o assaltante foi o homem baleado hoje. 

Agentes do departamento de Homicídio e Proteção à Pessoa atenderam a ocorrência. A polícia Civil tenta identificar o segundo suspeito que fugiu e quer ouvir o policial que disparou contra o suspeito atingido. 

Um revolver calibre 32 com seis munições foi encontrado ao lado do corpo de Paulo. Três das munições estavam picotadas, termo utilizado pelos policiais para dizer que a bala foi acionada, mas não deflagrou.

O avó de Paulo informou que ele já tinha sido preso em Coroatá no Maranhão, e estava em liberdade há cerca de uma ano. “A gente estava esperando só isso, qualquer coisa, porque a gente sabe como é esse povo, ninguém espera nada de bom”, lamentou.

Lyza Freitas
redacao@cidadeverde.com

Imprimir