Cidadeverde.com
Política

Hospital da PM receberá R$ 1,9 milhões para aumentar cirurgias

Imprimir


Secretário de Saúde, Florentino Neto. Foto: Arquivo/Cidadeverde.com

O Hospital da Polícia Militar (HPM), em Teresina receberá aproximadamente R$ 1,9 milhão em equipamentos. O investimento do programa Renova Saúde, o hospital é para  aumentar a quantidade de cirurgias, especialmente de ortopedia, com recursos mais modernos e maior impacto e resolutividade na assistência ao paciente.

O governador Wellington Dias e o secretário de Estado da Saúde, Florentino Neto, farão a entrega dos recursos nesta segunda-feira (14). O governo do Piauí informou que os recursos do Renova Saúde vêm de emenda parlamentar e de projetos já aprovados pelo Ministério da Saúde e que está prevista ainda a instalação de dez leitos de UTI no hospital.

De acordo com o secretário de Saúde do Estado, Florentino Neto, nessa primeira etapa estão sendo investidos de R$ 12 milhões na modernização do parque tecnológico da rede hospitalar estadual, o que vai proporcionar a oferta de novos serviços, principalmente nas unidades de saúde que são referência nos territórios.Na última semana, quando esteve com o governador, Florentino Neto apresentou o relatório das ações do programa. 

O superintendente de Assistência à Saúde do Estado, Alderico Tavares, diz que o Renova Saúde dá um salto de qualidade no atendimento de urgência e emergência nos hospitais do interior. “O serviço de pronto atendimento está sendo mais e melhor equipado. Nos centros cirúrgicos, também temos um upgrade, trocando toda a parte de esterilização e instrumentalização cirúrgica, dando, assim, uma segurança maior para equipe de profissionais e para o próprio paciente, fortalecendo, sobremaneira, a atenção à saúde, especialmente no interior do estado”, afirma Tavares.

De acordo com o diretor de Organização Hospitalar do Estado, Neres Junior, o programa Renova Saúde proporcionará, no HPM, a realização de procedimentos mais avançados na área de ortopedia. “Com a instalação desses equipamentos, será possível realizar cirurgia por videolaparoscopia, com maior conforto para o paciente no pós-operatório, menor tempo nas cirurgias, podendo ampliar inclusive a quantidade de procedimentos”, avalia o diretor.

O Renova Saúde já contemplou os hospitais dos municípios de Floriano, Campo Maior, Bom Jesus, São João do Piauí, São Raimundo Nonato, Demerval Lobão, Piripiri, Parnaíba, Picos, Esperantina, Barras, Hospital Getúlio Vargas (HGV) e Maternidade Dona Evangelina Rosa.

 

Lyza Freitas (Com informações do governo do Piauí)
redacao@cidadeverde.com

Imprimir