Cidadeverde.com
Últimas

Núcleo da Criança e Adolescente passa a atender na Casa de Núcleos da Defensoria Pública

Imprimir

O Núcleo Cível de Defesa da Criança e do Adolescente da Defensoria Pública do Estado do Piauí instalou, na Casa de Núcleos da instituição, localizada na avenida Nossa Senhora de Fátima, 1342, no Bairro de Fátima. A mudança foi efetivada pela atual gestão da DPE-PI, no sentido de proporcionar local cada vez mais adequado ao atendimento prestado pelo núcleo.

As defensoras públicas Karla Cibele Teles de Mesquita Andrade, titular da 2ª Defensoria Pública da Infância e Adolescência, que também é diretora de Núcleos Especializados da DPE-PI, e Daniela Neves Bona, titular da 1ª Defensoria Pública da Infância e Adolescência, afirmam que a mudança trouxe ganhos para o atendimento.

“Na minha visão, foi altamente positiva, na medida em que as instalações estão adequadas a atender o nosso perfil, com mais conforto para nossos assistidos. Foi uma mudança que se fazia necessária, tendo em vista a necessidade de adaptação melhor aos assistidos que ficavam aqui nesse espaço anteriormente, que eram pessoas idosas. Então, só veio melhorar. A expectativa é que tudo ocorra na maior tranquilidade e que as pessoas possam chegar até a gente para receber o pronto atendimento”, destacou Daniela Bona.

“Nas novas instalações do Núcleo Cível de Defesa da Criança e do Adolescente, além da estrutura física adequada ao bom desempenho das atribuições de cada defensora pública, estagiários e colaboradores, nossos assistidos encontrarão  mais privacidade em seus atendimentos, pois contamos com salas separadas para esse fim, bem como sala destinada exclusivamente para as mediações e uma brinquedoteca para as crianças, tudo visando o favorecimento de um ambiente propício à pacificação dos conflitos e ao acolhimento de todos que buscam o Nucideca esperando que sejamos sua voz”, afirmou Karla Cibele Andrade.

“A Defensoria Pública tem o dever de prestar um atendimento cada vez mais qualificado aos seus assistidos, pessoas que nos chegam vulneráveis, necessitando de uma atenção redobrada. Pensando nessa realidade estamos promovendo algumas mudanças nas instalações dos nossos órgãos de execução. A transferência do Núcleo da Infância para a Casa de Núcleos, certamente vai garantir o conforto e privacidade necessários a uma área tão delicada, proporcionando um melhor acolhimento aos nossos assistidos”, afirma Hildeth Evangelista, defensora pública geral do Estado do Piauí.

 

Da Redação
[email protected]

Imprimir