Cidadeverde.com
Viver Bem

Conheça os 5 fatores essenciais na dieta para conseguir emagrecer

Imprimir

Para transformar seu prato em aliado do treino, basta acertar a mão na escolha dos nutrientes. Sabendo o que comer antes e depois de se exercitar, os resultados logo aparecerão. "Para começar, nenhuma atividade física deve ser praticada em jejum", orienta anutricionista Roberta Stella.

 

1. Invista nos carboidratos (sim!)
De acordo com ela, o combustível predominantemente necessário à atividade muscular é o açúcar, que, em forma de glicogênio muscular, permite a manutenção de trabalhos com carga, que exigem força. Quando os níveis de açúcar no sangue estão baixos, o organismo não consegue manter a mesma eficiência física. Por isso, coma alimentos que contenham açúcar até uma hora antes de começar a malhar, como os carboidratos (pão, biscoito, fruta, leite, iogurte adoçado, batata, arroz, macarrão ou barra energética). Durante o treino, esses nutrientes fornecem energia e oxigênio, evitando a fadiga dos músculos.


2. Proteínas para ganhar músculos
As proteínas precisam entrar em cena para garantir um corpo definido, pois são as responsáveis pela síntese da fibra muscular. Inclua carnes (de preferência magras), clara do ovo, leite e leguminosas nas refeições. Ingerida depois da ida à academia, a proteína ajuda na recuperação de músculos que podem ter sido lesados.

 

3. Controle a ingestão de gordura
O que pode atrapalhar os resultados da malhação é a gordura. "Na medida certa, ela ajuda no transporte de substâncias como as vitaminas A, D, E e K. Mas, em excesso, prejudica a digestão e causa mal estar durante a prática de exercícios", alerta a nutricionista. O conselho é buscar alimentos com a menor quantidade de gordura possível. Evite massas com molhos muito gordurosos como branco, à bolonhesa e quatro queijos.


4. Atenção às quantidades
A quantidade que você vai comer de carboidratos, proteínas e gorduras vai depender do seu objetivo: perder peso, ganhar músculos ou, simplesmente, manter a forma e aumentar o pique. Os carboidratos são responsáveis por 60% das calorias totais consumidas diariamente por uma pessoa que faz exercícios. Num cardápio de 2 mil calorias, por exemplo, isso dá cerca de 300 gramas de carboidratos. Nesse mesmo modelo, os alimentos ricos em proteínas devem responder por 20% das calorias (ou 100 gramas). Por fim, as gorduras: elas nunca devem ultrapassar 30% do total de energia que você consome, ou seja, 66 gramas pesados na balança.


5. Hidratação é fundamental
A hidratação ao longo de todo o dia é outra participante indispensável na rotina de quem faz exercícios frequentemente. A necessidade de água do organismo aumenta com a atividade física e a elevação da temperatura, já que o corpo transpira mais e, portanto, requer um aporte maior de líquidos para repor as perdas e evitar a desidratação. É essencial não esperar ter sede para começar a tomar água porque, quando isso ocorre, já estamos levemente desidratados.

 

Fonte: Minha Vida

Imprimir