Cidadeverde.com
Política

Themístocles Filho diz que deputados faltosos vãoreceber punição

Imprimir

Em ano de Copa do Mundo e eleição, a  Assembleia Legislativa está com as sessões esvaziada. Para obrigar os deputados a comparecerem à Casa, o presidente Themistocles Filho reuniu os deputados e anunciou punição para os faltosos.

Durante a reunião, ficou acertado que os deputados são obrigados a comparecerem às sessões apenas dois dias para as votações. Quem desobedecer irá receber punição, ou seja, falta. "As terças e quartas-feiras os deputados são obrigados a comparecerem ao plenário para votarmos. Para qualquer matéria é  necessário pelo menos 16 deputados em plenário. Mas nas segundas e quinta-feira, tem discursos e requerimentos, que podem ser feitos como se vota projetos de lei. É necessário um corum qualificado. Na terça e quarta todos devem comparecer à Casa", disse.

Themístocles diz que a única solução é colocar falta nos ausentes. "A única alternativa que tenho é falta.  Eu não tomei essa decisão isolada. É uma decisão conjunta, com vários parlamentares", destacou.

O presidente diz que as ausências é ano de eleição são normais e apresenta até solução para os parlamentares que tiverem dificuldades em cumprir o acordo. "É perfeitamente normal, mas eu e todos aqui temos votos no interior. É perfeitamente possível que os parlamentares estejam terça e quarta na Assembleia. Basta chegar 10h30 na Assembleia. Vai para o plenário, vote as matérias e 13 horas já pode ir para onde quiser", afirmou.

Themistocles nega que as faltas atrapalhem a produtividade da Assembleia. "Não é questão de produtividade. Se tem projetos temos que votar. Embora em período eleitoral", disse. Nesta quarta-feira (13), a sessão levou poucos minutos. Logo após a leitura da ata foi encerrada.

Lídia Brito
lidiabrito@cidadeverde.com 

Imprimir