Cidadeverde.com
Cidade Verde Amarela

"Se eu tivesse me jogado, o juiz poderia ter dado falta", diz Miranda

Imprimir

Lucas Figueiredo/CBF

SÃO PAULO, SP (UOL/FOLHAPRESS)

Empurrado por Zuber no lance do gol da Suíça na estreia com empate por 1 a 1 da seleção brasileira na Copa do Mundo da Rússia, neste domingo, em Rostov-on-Don, o zagueiro Miranda lamentou que a falta não tenha sido marcada pelo árbitro mexicano Cesar Ramos.

Após a partida, o defensor analisou que faltou, da parte dele, ter mostrado que o contato foi mais acintoso e determinante para a jogada.

"Talvez, se eu tivesse me jogado, poderia ficar mais claro o empurrão. Tem o árbitro de vídeo, eles viram, mas não acharam que era para tanto. A vida segue", disse Miranda em entrevista à "TV Globo". "[O empate] não abala, grandes seleções também começaram perdendo. Nosso pensamento é jogo a jogo", completou o jogador da Inter de Milão.

Capitão da seleção brasileira no confronto, o lateral-esquerdo Marcelo lamentou a atitude da arbitragem, mas ponderou que a falha não justifica o tropeço logo na primeira rodada do Mundial.

"A jogada do Miranda, não vou falar sobre o juiz, mas ele falou que estavam checando, só que apareceu o empurrão. Ele não quis olhar para o telão. Não é desculpa, acontece. Se estão checando para ele, deveria olhar, mas não é desculpa pelo empate", afirmou o jogador do Real Madrid.

Outro jogador a comentar o lance favorável aos suíços foi Willian. "Acho que o Miranda, se o adversário não empurra, subiria para tirar a bola. Infelizmente, o juiz acabou não dando", concluiu o meia-atacante do Chelsea.
O Brasil voltará a campo na Copa na próxima sexta-feira (22), diante da Costa Rica, em São Petersburgo, pelo Grupo E.

 

Voltar Cidade Verde Amarela
Imprimir