Cidadeverde.com
Geral

Cantora piauiense é agredida a socos pelo marido e caso é investigado

Imprimir

Atualizada às 18h25

A delegada Vilma Alves solicitou ao juiz da 5ª vara criminal de Teresina que proíba o marido da cantora Vakeira Funk de se aproximar dela nos próximos meses. Hoje circulou um vídeo em que a cantora aparece sendo agredida a socos pelo companheiro. Vilma Alves confirmou que solicitou medida protetiva e o suspeito Marcelo Francisco Pereira de Oliveira ficará afastado da vítima.

"O juiz tem 48 horas para decretar as medidas protetivas, devido as agressões e ameaças de morte", disse Vilma Alves. 

De acordo com a Lei Maria da Penha (Lei nº 11.340/06), estão elencadas em seus artigos 22, 23 e 24, as medidas protetivas de urgência:

I - suspensão da posse ou restrição do porte de armas, com comunicação ao órgão competente, nos termos da Lei no 10.826, de 22 de dezembro de 2003;

II - afastamento do lar, domicílio ou local de convivência com a ofendida;

III - proibição de determinadas condutas, entre as quais:

a) aproximação da ofendida, de seus familiares e das testemunhas, fixando o limite mínimo de distância entre estes e o agressor;

b) contato com a ofendida, seus familiares e testemunhas por qualquer meio de comunicação;

c) frequentação de determinados lugares a fim de preservar a integridade física e psicológica da ofendida;

IV - restrição ou suspensão de visitas aos dependentes menores, ouvida a equipe de atendimento multidisciplinar ou serviço similar.

 

Matéria original

 


A delegada Vilma Alves, titular da Delegacia da Mulher do Centro, confirmou ao Cidadeverde.com que investiga a denúncia de agressão contra a cantora Gleycielle Mendes de Sousa, a Vakeira Funk. O agressor denunciado é seu marido Marcelo Francisco Pereira de Oliveira.

Um vídeo circula na internet em que a cantora aparece sendo agredida a socos e com tentativa de esganamento. A produção da cantora não autorizou a divulgação do vídeo.   

"Ela está muito abalada, com medo porque ele a ameaçou de morte e esse é o primeiro sinal para o feminicídio. A esmurrou e tentou esganá-la, a xingou com palavras de baixo calão e ainda de câncer, besta fera e demônio. Ele não se conforma com a ascensão da cantora", disse a delegada Vilma Alves.

A vítima relatou à delegada que o marido já tinha lhe agredido outras vezes.

"Ela disse que era agredida e chorava pelos cantos. Houveram várias agressões, mas neste dia ele tentou esganá-la".

A delegada disse ainda que abriu inquérito e a cantora realizou exame de corpo de delito.

"É um caso de machismo, inveja e ódio. É um ranço, poder de possessão. Ele não aceita o fim do relacionamento e não aceita ela seguir sua vida. É preciso acabar com isso, ninguém é de ninguém, esse povo precisa ler mais".

O marido da Vakeira Funk faz parte da banda e a delegada disse que será chamado para ser ouvido.

O Cidadeverde.com falou com o representante do setor jurídico da cantora, que garantiu que enviará uma nota. Ele informou ainda que o vídeo que circula vazou sem autorização da cantora e que adotará as medidas cabíveis contra quem divulgou a filmangem.

Veja nota da assessoria da cantora:

Vakeira Funk é conhecida no meio sertanejo e sua rede social tem mais de 30 mil seguidores. Recentemente, ela divulgou um vídeo sobre a Copa do Mundo. 

 

Flash Yala Sena
yalasena@cidadeverde.com

Imprimir