Cidadeverde.com
Viver Bem

Conheça as causas das lesões mais comuns em Copa do Mundo

Imprimir

Poucas coisas são tão preocupantes em uma Copa do Mundo como as lesões. Isso porque elas podem ser muito diferentes e variadas, com tratamentos diversos, colocando em risco a participação dos craques nas principais partidas. Além disso, as lesões em atletas são muito comuns e podem prejudicar, inclusive, toda a carreira do jogador de futebol caso não seja tratada da forma mais adequada. As lesões podem ser classificadas como agudas, crônicas e crônicas agudizadas. Entre as mais comuns estão as agudas e aquelas que ocorrem como consequência de traumas, tanto direto como indireto, mas com destruição tecidual instantânea. Para você entender melhor as principais lesões, listamos abaixo as mais frequentes no futebol e como elas se caracterizam:

Contusões
As contusões são as lesões mais frequentes dentre todas e acontecem por consequência de um trauma direto sobre qualquer região do corpo, causando manchas roxas (hematomas). Na sua grande maioria, dispensa maiores cuidados e se resolvem sem tratamento. No entanto, se o trauma for de alta energia e atingindo região de órgãos vitais, o primeiro cuidado deve ser uma visita ao médico para detalhada avaliação.

Feridas
Consequência de instrumento cortante sobre a pele, produz desde simples "esfolados" (escoriações) até cortes profundos que exigem intervenção médica.

Entorses
Lesão articular traumática de natureza aguda mais frequente, sempre acompanhada de uma lesão de ligamento, que pode ser desde um estiramento até uma ruptura completa. A articulação, embora acometida e de integridade parcial comprometida, não perde a relação entre os ossos que a compõe.

Fraturas
Esse termo é mais associado aos ossos, mas também ser usado para tendões, ligamentos, cartilagens, etc. Para os ossos, a fratura é a descontinuidade parcial ou total do seu tecido. Acontece como consequência de um trauma direto ou indireto de alta energia, associando-se também com lesão dos tecidos moles adjacentes. Quando existe comunicação com o meio ambiente, é chamada de fratura exposta. Ambas, parcial ou total, fechada ou exposta, devem receber atenção médica imediata.

Luxação
É uma lesão grave que destrói a articulação acometida por um trauma direto ou indireto. Deve receber atenção imediata de médicos e ser resolvida em ambiente hospitalar. Sempre grave, tem grau menor para as articulações menores e que não suportam o peso corporal, como os dedos das mãos, por exemplo.

Rupturas
Associadas ao tecido muscular, representam o rompimento de fibras em maior ou menor quantidade o que define sua gravidade. Pode afastar atletas por longos períodos do treinamento e é muitas vezes tratada de maneira incorreta, o que complica ainda mais o quadro, pois as recidivas são frequentes.

Equimoses e hematomas
Alguns consideram lesão, mas na realidade, representam sangramentos em maior (hematoma) ou menor (equimose) grau.

 

Fonte: Minha Vida

Imprimir