Cidadeverde.com
Geral

Vídeo flagra queda de avião em praia de Fortaleza

Imprimir

Uma equipe retirou na manhã deste domingo (24) o avião de pequeno porte que caiu na Praia de Iracema Fortaleza, em Fortaleza, na tarde deste sábado (23). O veículo está atolado na beira do mar, e a tentativa de resgate foi iniciada por volta das 10h, após a maré baixar. O piloto, de 69 sofreu ferimentos e foi levado a um hospital.

A equipe utilizou um trator e teve dificuldade para retirar o avião do local. Após várias tentativas, os técnicos destruíram parte da aeronave, removendo asas, hélice, caudas e portas; em seguida, puxaram o monomotor com o trator.

O avião caiu na Avenida Beira Mar, em frente ao Mercado dos Peixes, após o piloto quase colidir com o hotel Gran Marquise. O piloto conseguiu se desviar do prédio e tentou fazer um pouso forçado, caindo no mar.

Na aeronave, um monomotor, estava apenas o piloto Clóvis Sérgio, de 68 anos, conhecido como Cocó. Durante o voo, perdeu o controle da aeronave mas, com perícia, conseguiu "desviar" do hotel e das instalações do mercado, fazendo um pouso forçado no mar, perto da faixa de areia. Os banhistas ajudaram a desvirar o aeronave e puxar para a areia.

Ainda não há informações se o que ocorreu foi uma pane seca – falta de combustível – ou algum problema mecânico. O piloto foi socorrido por equipes do Serviço de Atendimento Médico de Urgência (Samu) e Corpo de Bombeiros - com um corte no pé e na boca - e passa bem.

Avião é retirado do mar de Fortaleza após acidente (Foto: Marina Alcântara/TV Verdes Mares)

Causas desconhecidas

Uma investigação do Centro de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos (Cenipa) estava prevista para ocorrer neste domingo (24), mas o órgão não confirmou se análise está mantida e servidores tentam retirar o veículo sem que a perícia estivesse no local do acidente.

Para que não fosse arrastado pela maré, que está subindo, um grupo de pescadores prendeu três âncoras e amarrou a aeronave, que precisa estar no local para não comprometer a investigação.

Fonte: G1

Imprimir