Cidadeverde.com
Política

Robert Freitas reage e acusa Ricardo de desvio de verba federal

Imprimir
Em contato na tarde desta quinta-feira (13) com o Cidadeverde.com, o prefeito reeleito de José de Freitas, Robert Freitas, reagiu às notícias de que moradores estão indo à Polícia Federal para devolver dinheiro de uma suposta compra de votos, que teria sido promovida na eleição de outubro pelo candidato a vereador José Luis, por ele apoiado. Ele disse que há uma armação por parte de seus opositores, e acusou o ex-prefeito Ricardo Camarço de desvio de verba.
 
"O voto eu já ganhei. Agora já foi detectado na cidade que o indivíduo vai na casa dos outros com uma listinha e chama a pessoa dizendo que ela tem que depor na PF dizendo que vendeu o voto ao vereador José Luíz, e conseqüentemente a minha pessoa. Até agora, ninguém provou nada. Isso é gente chorando o leite derramado", explicou o prefeito, que já depôs na Polícia Federal.
 
Afirmando que não colocará ninguém na Justiça porque "não se coloca ação contra cachorro morto", Freitas afirmou que seus advogados pediram o exame grafotécnico no livro onde constam os nomes da suposta lista de eleitores. Ele quer saber de quem realmente são as assinaturas. Sobre as acusações, ele usou um bordão de campanha para concluir o assunto. "Eu quero é trabalhar, me deixem trabalhar".
 
O prefeito aproveitou para acusar o principal opositor, Ricardo Camarço, derrotado nas últimas eleições. Freitas esteve ontem em Brasília, no Ministério da Integração Nacional, e disse que foi cobrado por 240 casas que deveriam ter sido feitas entre 1999 e 2000, na gestão do principal adversário. "Eles querem saber onde estão as casas para poder fechar as contas. É disso que o povo precisa saber. São R$ 400 mil em jogo", completou, insinuando o desvio de verba federal.
 
Resposta de Camarço
Ricardo Camarço foi ouvido pelo Cidadeverde.com e disse que ele mesmo pediu que o Ministério fizesse a fiscalização nesta semana para conferir a vistoria feita anteriormente, que só havia constatado 57% das casas. Ele afirma que a nova vistoria já está constatando a construção total das casas. Ele também reagiu à insinuação de que existe uma armação contra Freitas. "Pergunte ao delegado da Polícia Federal se existe armação", provocou.
 
Tags:
Imprimir