Cidadeverde.com
Últimas

Adolescente alega "legítima defesa" em morte da prima de 13 anos

Imprimir


(imagem/reprodução)

Em depoimento à Polícia Civil, a adolescente de 13 anos confessou a participação na morte da prima, de 16 anos, no município de Água Branca. O crime ocorreu na tarde de quarta (08) na área urbana do município.  Ela alegou “legítima defesa” após as duas discutirem.  

O delegado do caso, Otony Neto, informou ao Cidadeverde.com que a adolescente será transferida para o Centro Educacional Feminino em Teresina. Ele designou na noite de ontem (09), após conclusão dos procedimentos, um policial para a transferência da garota.

Otony Neto classificou os motivos da discussão entre as primas de “banais”. O assunto da discussão não foi revelado pela polícia. 

“A menor foi ouvida formalmente na delegacia, e o interrogatório acompanhado de advogado. Ela alegou certa legítima defesa. Houve discussões banais entre elas e, segundo ela, a vítima também teria se armado com arma branca, barra de ferro, e ela confessou que desferiu os golpes de faca, punhal, na vítima”, declarou Neto. 

O delegado também informou que a menor infratora foi apresentada ao Ministério Público e ao Judiciário.

A adolescente foi localizada na casa de uma tia no povoado Baixão do Coco, em Lagoinha do Piauí, na manhã de ontem (09).  Ela estava escondida desde o dia do crime, quando as suspeita recaíram sobre ela. 

Familiares das meninas relataram aos policias militares e à investigação do caso que conheciam a “rixa” entre as duas, mas até então não acreditavam ser tão grave. 

 

Carlienne Carpaso
carliene@cidadeverde.com 

Imprimir