Cidadeverde.com
Geral

Operação mira família que explorava jogo do bicho

Imprimir

Foto: Reprodução TV Globo

A Polícia Civil e o Ministério Público do Rio de Janeiro deflagraram na manhã desta segunda-feira (13) a Operação Saigon, contra a prática do jogo do bicho em São Gonçalo, Região Metropolitana do Rio.

O objetivo é cumprir 23 mandados de prisão preventiva e 57 de busca e apreensão contra a família de Dona Renee, falecida no curso das investigações, matriarca do bicho no município. Até as 8h30, 15 pessoas haviam sido presas, entre elas os dois suspeitos de chefiar a quadrilha.

A Operação Saigon envolve agentes da Corregedoria Interna da Polícia Civil, da Subsecretaria de Inteligência da Secretaria Estadual de Segurança e do Gaeco, grupo do Ministério Público do Rio de Janeiro responsável pelo combate ao crime organizado.

Foram presos os irmãos Luis Anderson Azeredo Coutinho e Alexandre de Azeredo Coutinho, netos de Dona Renee, apontados pela polícia como chefes do esquema. Alexandre, conhecido como Tioco, foi pego em Cabo Frio, na Região dos Lagos; o irmão foi encontrado em Niterói, município vizinho de São Gonçalo.

Entre os procurados estão:

Dois policiais civis da ativa (75ª DP, Rio do Ouro, e 82ª DP, Maricá)
Um policial civil aposentado
Um ex-policial civil
Quatro policiais militares na reserva ou reformados
Seis ex-policiais militares.

Comando da cadeia
Na casa de Luis Anderson, agentes apreenderam R$ 48.674 em espécie, além de joias de ouro.

A polícia destaca que Luis Anderson chegou a cumprir pena por homicídio, o que, no entanto, não o impediu de comandar o jogo de dentro da prisão. Escutas autorizadas pela Justiça flagraram ligações de telefones celulares da cadeia. O suspeito obteve habeas corpus e respondia em liberdade até ser preso nesta segunda.

A máfia se dividia em arrecadadores (responsáveis pelo fechamento das apostas em cada ponto), seguranças, subgerentes, gerentes e donos do ponto de apostas (bicheiros).

A força-tarefa investiga 53 pessoas por formação de quadrilha, corrupção ativa e passiva e peculato. Segundo a polícia, a máfia possui cerca de 300 pontos de aposta, com movimentação financeira mensal superior a R$ 10 milhões.

Fonte: G1

Imprimir