Cidadeverde.com
Política

Ao lado de Haddad, Wellington Dias lança campanha de rua e pede humildade

Imprimir
  • haddad88.jpg Catarina Malheiros e Yala Sena
  • haddad77.jpg Catarina Malheiros e Yala Sena
  • haddad66.jpg Catarina Malheiros e Yala Sena
  • haddad55.jpg Catarina Malheiros e Yala Sena
  • haddad44.jpg Catarina Malheiros e Yala Sena
  • haddad33.jpg Catarina Malheiros e Yala Sena
  • caminhada4.jpg Catarina Malheiros e Yala Sena
  • caminhada3.jpg Catarina Malheiros e Yala Sena
  • caminhada2.jpg Catarina Malheiros e Yala Sena
  • caminhada1.jpg Catarina Malheiros e Yala Sena
  • caminhada.jpg Catarina Malheiros e Yala Sena

Ao lançar a campanha de rua na zona Sudeste de Teresina, o governador Wellington Dias (PT) garantiu que irá fazer uma campanha de alto nível. Ele pediu esperança e humildade aos militantes. O primeiro corpo a corpo do petista com os eleitores teve o reforço do candidato a vice na chapa de Lula, Fernando Haddad. Os candidatos ao Senado Ciro Nogueira e Marcelo Castro também participaram do ato, que aconteceu na avenida princial do bairro Dirceu Arcoverde.

"A mensagem que deixo aos militantes - que é de hoje até o dia 7 de outubro - é ir de casa em casa com muita humildade, coração alegre e esperança de ter um Brasil melhor", disse Wellington Dias, que comentou a decisão da ONU de se manifestar pela candidatura do ex-presidente Lula. "É uma vitória", disse.

Haddad repete Lula em 2002

Vestido em camiseta vermelha com os dizeres: "Wellington & Lula & Haddad & Manuela & Povo Brasileiro", o ex-prefeito de São Paulo Fernando Haddad se acotovelava com militantes para cumprimentar cadeirantes em meio a um calor de 38 graus.

Sob o olhar de Ricardo Stuckert, fotógrafo do ex-presidente Lula, e outras câmeras, Haddad fala com moradores em uma caminhada. Em meio a empurra-empurra, o petista destaca a gestão petista e a melhoria da educação no estado. Haddad repete o mesmo gesto do Lula que em 2002 iniciou campanha no Piauí na vila Irmã Dulce, na época, um bairro recém-invadido por sem-teto.

Desta vez, o bairro escolhido é o Dirceu Arcoverde, um dos mais populosos da capital piauiense. Ao lado do governador, Haddad dá uma parada e faz uma gravação a pedido de Stuckert. Relembra sobre as várias visitas que fez com o Lula quando ele era ministro da Educação. 

Foto: Ricardo Stuckert

"Representar o Lula aqui no Piauí é uma coisa que me honra demais. Vim muitas vezes com Lula aqui no estado como ministro da Educação e agora como candidato é um motivo de muita esperança".

No estado, Haddad faz caminhada ao lado também do senador Ciro Nogueira, presidente nacional do Progressista, que confirma voto para Lula. 

A caminhada seguiu até a praça principal do bairro quando Haddad fez discurso em defesa da candidatura do Lula e comemorou a decisão do comitê de Direitos Humanos da ONU que diz que Brasil deve garantir os direitos políticos do Lula. Segundo ele, a liminar é um "socorro" e "esperança da justiça brasileira se curvar a democracia".

Ao ser questionado se vai usar imagens do Piauí no programa eleitoral, Haddad confirmou. "Vamos usar, porque aqui é um dos estados com melhores resultados desse século sob o comando do governador Wellington Dias, do PT".

O governador informou que a área que o PT nacional vai ressaltar no programa eleitoral é a educação.

"Será a área da educação onde temos bons resultados. É o Piauí para o mundo", disse o governador, que afirma que do início de seu governo em 2003 até hoje o analfabetismo reduziu em 44%.

 

Flash Yala Sena
redacao@cidadeverde.com

Imprimir