Cidadeverde.com
Esporte

Brasil e Portugal inauguram Bezerrão em jogo amistoso

Imprimir
Galãs, ricos, craques de bola e, sem sombra de dúvida, os dois melhores jogadores do mundo. Não é preciso dar mais nenhuma pista para concluir que as referências têm como alvo o meia Kaká e o atacante Cristiano Ronaldo. Eles são os principais personagens do amistoso desta quarta-feira entre Brasil e Portugal, às 22 horas (com transmissão online do estadao.com.br e ao vivo pela rádio Eldorado/ESPN), jogo que servirá de palanque para alguns políticos e marcará a reinauguração do Estádio Bezerrão, na cidade-satélite do Gama, a 40 quilômetros de Brasília.

Pelo que se viu no treino que as duas seleções fizeram nesta terça no moderno estádio, Cristiano Ronaldo e Kaká não têm concorrência e são os queridinhos do público. Favorito para receber o prêmio de melhor jogador do mundo pela Fifa, em janeiro, o português agrada também pelo carisma e bom humor. Mas a vantagem, na preferência dos torcedores do Distrito Federal, cabe obviamente a Kaká.

 
Mais do que a nacionalidade, pesou a favor do ex-meia do São Paulo o fato de ter nascido no Gama, que tem cerca de 100 mil habitantes. "Cristiano Ronaldo é assediado em qualquer lugar que vá. É um ídolo mundial e merece esse reconhecimento, da mesma forma como somos ovacionados lá fora", declarou Kaká, com humildade.



O treino da seleção brasileira mais parecia um jogo valendo três pontos. Dez mil torcedores foram ao estádio para ver os atletas em ação - e muitos não conseguiram entrar. Teve até coro isolado de "Adeus, Dunga". Mais do que nunca, uma vitória do Brasil é fundamental para amortecer os boatos sobre mudança na comissão técnica ainda este ano.

No entanto, tem sido complicado para a seleção brasileira atuar em casa. Basta recordar os resultados melancólicos obtidos nos dois últimos jogos da equipe no País. Empate sem gols contra as fracas Bolívia, no Engenhão, e Colômbia, no Maracanã, pelas Eliminatórias da Copa do Mundo de 2010. É mais um obstáculo a ser superado.

Para aumentar o poder ofensivo, Dunga trocou o volante Josué por Anderson, que tem melhor saída de bola. Na zaga, Thiago Silva assume o lugar do contundido Lúcio.
Tags:
Imprimir