Cidadeverde.com
Geral

Papa recomenda "psiquiatria" para crianças homossexuais

Imprimir

Foto: Divulgação/internet

O papa Francisco surpreendeu a todos com uma declaração incomum neste domingo (26). Ele recomendou que os pais recorram à psquiatria para tratar questões relacionadas à orientação homossexual de crianças. A declaração foi feita durante entrevista coletiva no voo de volta de Dublin, onde encerrou o Encontro Mundial das Famílias.

Um jornalista havia perguntado sobre o que ele diria aos pais que constatassem orientações homossexuais em seus filhos. "Eu diria, primeiramente, que eles rezassem, não condenassem, dialogassem, compreendessem, para acolher o filho ou a filha", respondeu o papa.

Logo depois, Jorge Bergoglio completou dizendo que: "Quando [a homossexualidade] se manifesta desde a infância, há muitas coisas a serem feitas pela psquiatria, para ver como são as coisas. É diferente de quando se manifesta depois dos 20 anos".

O papa também recomendou que as famílias conversem sobre o assunto. "Jamais diria que o silêncio é um remédio. Ignorar seu filho ou sua filha que tem tendências homossexuais é um defeito na paternidade ou maternidade", concluiu.

A afirmação gerou forte polêmica e indignação de ONGs LGBTs. 

Da Redação
Com informações da AFP.
redacao@cidadeverde.com

Imprimir