Cidadeverde.com
Geral

Defesa Civil confirma chuva forte no Piauí no fim de semana

Imprimir

A Secretaria Nacional de Defesa Civil (Sedec), do Ministério da Integração Nacional, enviou alerta de chuva forte às defesas civis dos estados do Piauí, Maranhão, Santa Catarina, Amazonas, Pará, Tocantins, Rio de Janeiro, Minas Gerais, Roraima, Espírito Santo, Mato Grosso, Rondônia, Paraná, São Paulo, Goiás e Distrito Federal.

Nesta sexta-feira (21), áreas de instabilidade formam nuvens carregadas que provocam pancadas de chuva no Sul do Maranhão, Centro-Norte de Goiás, Sul do Piauí e Distrito Federal. Persiste o alerta de que, em alguns momentos, a chuva pode ser de forte intensidade e acompanhada de descargas elétricas. No sábado (22), o alerta persiste para o Norte do Estado de Goiás. 

Na quinta-feira (20), a presença de instabilidades tropicais sobre o Norte do Brasil provocaram as condições de pancadas de chuva em Rondônia. Persiste o alerta de que, em alguns momentos, a chuva pode ser de forte intensidade e acompanhada de descargas elétricas. Hoje (21) e sábado (22), o alerta é válido para o Centro-Norte do Estado.

Nesta sexta-feira (21), os ventos úmidos que sopram do mar provocam chuva ocasional no litoral sul, Grande Florianópolis, litoral Norte, Vale do Itajaí, em Santa Catarina. Alerta-se que a chuva pode ser persistente. No sábado (22), o alerta permanece para o litoral e Vale do Itajaí. Os ventos úmidos vindos do mar também provocam chuva na faixa litorânea de São Paulo, no litoral e Leste do Paraná e no litoral Sul do Rio de Janeiro, entre quinta-feira (20) e sábado (22). Alerta-se que a chuva pode ser persistente e em alguns momentos de forte intensidade. 

Hoje ( (21) e sábado (22), áreas de instabilidade tropicais provocam pancadas de chuva no Amazonas, no Centro-Sul e Oeste do Pará, Tocantins, Centro-Norte de Minas Gerais, Roraima, Centro-Norte do Espírito Santo e Centro-Norte do Mato Grosso. Persiste o alerta de que, em alguns momentos, a chuva pode ser de forte intensidade e acompanhada de descargas elétricas, especialmente no Centro-Leste do Amazonas e no Centro-Sul do Tocantins.
 
Redação
Tags:
Imprimir